Afogamento

O afogamento pode ser definido como a aspiração de líquido em virtude de imersão ou submersão da vítima e é uma das principais causas de morte entre jovens em nosso país.

Em caso de afogamento, procure rapidamente ajuda especializada
Em caso de afogamento, procure rapidamente ajuda especializada
PUBLICIDADE

Em meses de férias, são comuns os casos de afogamento, sendo essa uma das principais causas de morte entre jovens e adolescentes. A cada ano, mais de 7.000 mortes em decorrência de afogamento são registradas no Brasil e cerca de 150.000, em todo o mundo.

O que é afogamento?

Ocorre um afogamento quando acontece a aspiração de líquido pela imersão ou submersão da vítima. Essa aspiração provoca a entrada do líquido nas vias respiratórias, o que leva à dificuldade ou total impedimento da obtenção de oxigênio atmosférico.

Quais são as principais causas de afogamento?

Os afogamentos possuem as causas mais diversas e, muitas vezes, estão relacionados com comportamentos de risco, como nadar em locais desconhecidos. Podemos classificar os afogamentos em dois tipos: afogamento primário e afogamento secundário. No afogamento primário, não há nenhuma doença ou outro problema grave que desencadeou o acidente, estando mais relacionado com a inabilidade. Nos afogamentos secundários, há relação com patologias e outros incidentes, como uso de drogas e suicídio, por exemplo.

Como principais causas de afogamento, podemos citar:

  • Falta de conhecimento a respeito da área onde se vai nadar;

  • Falta de habilidade na natação;

  • Câimbras;

  • Uso de drogas, principalmente álcool;

  • Crise convulsiva;

  • Traumatismos causados por mergulhos em locais rasos;

  • Doenças cardiovasculares.

Como o afogamento pode causar a morte?

Assim que uma pessoa começa a se afogar, é comum que ela se desespere e inicie uma série de movimentos com a finalidade de se agarrar em algum objeto. Logo após a imersão, a pessoa prende de maneira voluntária sua respiração, evitando a aspiração da água. Com o tempo, esse movimento voluntário não é mais sustentado e a pessoa acaba aspirando água.

Com um número pequeno de pessoas ocorre um reflexo involuntário que contrai as vias aéreas superiores quando uma pequena quantidade de água entra no sistema respiratório. Essa contração impede a passagem de água e a pessoa morre por asfixia. Por não ocorrer a entrada de água, diz-se que o afogamento é do tipo seco.

Apesar de existir esse tipo de reflexo, a maioria das pessoas acaba por realizar movimentos respiratórios involuntários a fim de obter oxigênio. Esses movimentos causam uma grande aspiração de água, o que provoca a perda do surfactante, que garante a abertura dos alvéolos, o surgimento de edema e mudanças na permeabilidade dos capilares. Com o tempo, todo o pulmão é tomado por água, ocorre parada respiratória e a pessoa morre.

O que fazer para evitar afogamentos?

A melhor medida para evitar afogamentos é ter bastante atenção. Não se deve nunca desafiar a força das águas. Além disso, é preciso ter sempre em mente que locais desconhecidos podem ter correntezas que são difíceis de vencer. Também é importante não fazer uso de medicamentos e bebidas alcoólicas antes de entrar na água. No que diz respeito às crianças, todo cuidado é pouco. Lembre-se de nunca deixar uma criança desacompanhada na banheira ou em nenhum outro local que possua água.

ATENÇÃO: Ao verificar que uma pessoa está se afogando, nunca tente nadar até ela para retirá-la. No desespero, a pessoa que está afogando pode causar o seu afogamento. O ideal é jogar objetos para que ela possa se agarrar, tais como boias e pneus. Durante o salvamento, certifique-se que uma ambulância já foi solicitada.


Por Vanessa Sardinha dos Santos
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Consumo de Água
Saiba como está a questão do consumo de água no mundo!

..................................................

Povos Germanos
Um estudo histórico sobre os povos germanos. Informe-se!

..................................................