Colesterol e a saúde

O colesterol desempenha importantes funções no organismo, entretanto, sua ingestão em grande quantidade pode colocar em risco a nossa saúde.

Altos índices de colesterol podem desencadear doenças coronarianas
Altos índices de colesterol podem desencadear doenças coronarianas
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

O colesterol é um tipo de lipídio bastante importante para o funcionamento do nosso corpo. Ele é classificado com um esteroide e é responsável, entre outras funções, por garantir a produção dos hormônios sexuais, da vitamina D e de ácidos relacionados com o processo de digestão, além de fazer parte da composição das membranas celulares.

Essa substância é naturalmente produzida pelo nosso corpo, principalmente no fígado, entretanto, devemos obtê-lo também através da nossa alimentação por meio de alimentos de origem animal, tais como carne, leite, manteiga e ovos. Vale destacar que a ingestão dessa substância deve ser inferior a 300 mg por dia.

Apesar de bastante importante, o colesterol não deve ser consumido em excesso, pois está relacionado com problemas graves de saúde. Ele é responsável, por exemplo, por ocasionar a formação de placas de gorduras em nossas artérias que causam a sua obstrução. Esse fato acarreta consequências graves, como angina, infarto e AVC.

O colesterol, por ser uma substância insolúvel, necessita de proteínas de transporte que se associam a ele e formam as lipoproteínas. Estas, por sua vez, estão divididas em dois grupos: o HDL (High Density Lipoproteins) e o LDL (Low Density Lipoprotein). O HDL é chamado também de bom colesterol, pois está relacionado com a remoção de colesterol da corrente sanguínea. Já o LDL é responsável por provocar o entupimento das artérias e, portanto, recebe o nome de colesterol ruim.

O aumento dos índices de colesterol no sangue demora a provocar sintomas perceptíveis, por isso, quando eles aparecem, as consequências já são graves. Como dito anteriormente, o colesterol alto atinge as artérias, sendo assim, os sintomas surgem em decorrência desse fato e normalmente são palpitações, fadiga, falta de ar, dor no peito, paralisias e formigamentos.

Alimentação ruim, obesidade, falta de exercícios físicos e alcoolismo são alguns fatores relacionados com o aumento do nível de colesterol ruim em nosso organismo. Além disso, fatores genéticos, idade e sexo também estão relacionados com o problema.

Dessa forma, para evitar complicações em decorrência da alta taxa de colesterol, é importante fazer exames regulares para avaliar o nível dessa substância no organismo. Como formas de prevenção, destacam-se a prática de atividades físicas e uma alimentação saudável e rica em fibras. Evitar o consumo de gorduras, óleos, carne, derivados do leite, gema de ovos e produtos industrializados pode ajudar muito a evitar o aumento do colesterol. Além disso, não fumar e não beber também são formas de prevenção.


Por Vanessa Sardinha dos Santos
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Teoria do Caos
Acesse e entenda o que essa curiosa teoria defende.

..................................................

Níveis tróficos
Conheça o papel de cada nível trófico na cadeia alimentar.

..................................................