Diabetes

O diabetes é uma doença ocasionada pela falta ou diminuição da ação da insulina no nosso organismo. Ela pode ser prevenida principalmente através de hábitos de vida saudáveis.

O diabetes é uma doença relacionada com o aumento da quantidade de glicose no sangue
O diabetes é uma doença relacionada com o aumento da quantidade de glicose no sangue
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

Diabetes Mellitus é uma condição bastante conhecida, principalmente pelos idosos, que pode desencadear consequências graves ao paciente. Segundo o Ministério da Saúde, a doença é responsável por cerca de 25 mil mortes anualmente.

O diabetes pode ser definido como uma elevação da quantidade de glicose no sangue (hiperglicemia) pela falta ou incapacidade da insulina de realizar sua função. Pode ser classificado em tipo 1, tipo 2, outros tipos específicos e diabetes gestacional.

O tipo 1 é caracterizado por uma destruição das células beta do pâncreas e, consequentemente, perda da secreção do hormônio insulina. No tipo 2, que é o tipo mais comum, observa-se uma redução na ação do hormônio e na sua secreção. Esse tipo é muito comum em obesos. Os outros tipos específicos de diabetes mellitus incluem causas como defeitos genéticos, infecções e uso de drogas. Por fim, temos a diabetes gestacional, que é um tipo diagnosticado durante a gestação.

O diabetes mellitus pode causar no paciente diversos sintomas, destacando-se:

- Poliúria – Paciente passa a urinar com mais frequência e observa-se um aumento do volume diário normal;

- Polidipsia – Paciente apresenta constantemente uma sensação de sede;

- Polifagia – Paciente apresenta uma fome insaciável;

- Perda de Peso – Paciente reduz seu peso mesmo apresentando polifagia;

- Visão turva.

O diabetes mellitus, além dos sintomas já descritos, pode desencadear complicações graves que podem colocar em risco a vida do paciente. Dentre as complicações, podemos citar a cetoacidose diabética, que normalmente ocorre em pacientes do tipo 1, e a síndrome hiperosmolar hiperglicêmica não cetótica, mais comum em pacientes do tipo 2. Além disso, o diabetes pode relacionar-se com doenças cardiovasculares, cegueira, problemas renais, úlceras nos pés e amputação de extremidades, doença periodontal, entre outros problemas.

Como fatores de risco para ocorrência de diabetes, destacam-se idade avançada, obesidade, histórico familiar, hipertensão e triglicerídeos acima de 250mg/dl. Sendo assim, pode-se concluir que, para evitar a doença, atividades físicas, perda de peso e uma dieta saudável são recomendadas.

O diagnóstico precoce do diabetes, assim como de várias outras doenças, é fundamental para tomar medidas que evitem a complicação dessa enfermidade. Para diagnosticá-lo, é necessário realizar exames de jejum ou a curva glicêmica, em que o paciente deve ingerir doses de glicose durante o exame.

Após a confirmação do diagnóstico, o tratamento deve ser iniciado imediatamente para realização do controle glicêmico. Para isso, o paciente deve mudar seus hábitos alimentares, realizar atividades físicas e, muitas vezes, usar certos medicamentos, como a insulina. É importante também que seja suspenso o consumo de cigarro e bebidas alcoólicas.

Dicas: A realização de exames de rotina auxilia no diagnóstico precoce e permite que o tratamento seja realizado de maneira mais eficaz. Lembre-se sempre de seguir as recomendações médicas e evitar o uso de produtos que não possuem comprovação científica de eficácia.


Por Vanessa Sardinha dos Santos
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

O que é força?
Você sabia que a força é um tipo de grandeza? Revise!

..................................................

Savanas
Fique por dentro dos aspectos que marcam essa vegetação.

..................................................