DIU

DIU: dispositivo intrauterino
DIU: dispositivo intrauterino
Por Mariana Araguaia
PUBLICIDADE

O dispositivo intrauterino, também chamado de DIU, é um artefato que, cirurgicamente, é inserido na cavidade uterina, com a finalidade de impedir uma possível gravidez. Ele provoca alterações no endométrio, impedindo a chegada dos espermatozoides até as trompas e, caso ocorra a fecundação, inviabiliza a nidação, ou seja: a fixação do óvulo nessa região.

Os DIUs podem ser inertes, que são aqueles que não contêm ou não liberam substâncias; ou medicados (também chamados de ativos), que são aqueles que apresentam metais, como o cobre, ou hormônios, exercendo ação bioquímica local, aumentando sua eficácia (entre 97 e 99%).

Tal método contraceptivo, além da grande eficiência na prevenção da gravidez, apresenta outras vantagens:

- Poucos efeitos colaterais;
- Não provoca a interrupção do ato sexual, para que algum dispositivo seja utilizado;
- Longa durabilidade (um único DIU dura pelo menos um ano, até que seja necessário ser trocado);
- É imediatamente reversível;
- Pode ser inserido durante a lactação.

O DIU é altamente indicado para mulheres (ou casais) que desejam um espaço maior entre uma gravidez e outra, e àquelas que apresentam contraindicações aos métodos hormonais de contracepção. Recomenda-se que ele seja colocado após o parto, aborto ou durante a menstruação, uma vez que sua inserção pode provocar abortamentos. Neste último caso, uma vantagem adicional é que, em tal período, o colo do útero se apresenta mais dilatado, facilitando o procedimento.

Suas contraindicações incluem: presença de infecção vaginal, anormalidades na cavidade uterina, presença de tumores uterinos, sangramentos vaginais sem causa conhecida, pacientes imunossuprimidas, gestantes, e mulheres que não possuem parceiro fixo e apresentam vida sexual ativa. Alguns profissionais sugerem que o DIU não seja utilizado por aquelas que nunca tiveram filhos, já que são maiores as chances de ele ser rejeitado pelo útero, podendo provocar uma gravidez não planejada, infecções e até mesmo infertilidade.

Importante:

O DIU, ao contrário da camisinha masculina e feminina, não é eficaz na prevenção da AIDS e de outras doenças sexualmente transmissíveis.


Por Mariana Araguaia
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Soluções
Revise os seus conhecimentos sobre tipos de soluções.

..................................................

Olho humano
Conheça os nomes das estruturas que formam os olhos.

..................................................