Espermicida

Espermicidas podem ser comercializados juntamente com aplicadores vaginais
Espermicidas podem ser comercializados juntamente com aplicadores vaginais
PUBLICIDADE

Os espermicidas são produtos químicos à base de nonoxinol-9, menfegol ou cloreto de benzalcônio; encontrados, geralmente, na forma de gel, creme, supositório ou mesmo em algumas camisinhas.

Fabricados e comercializados com o objetivo de destruir ou debilitar os espermatozoides, esses produtos dificultam a possibilidade dos gametas masculinos se direcionarem ao colo do útero. Além disso, fornecem maior lubrificação durante o ato sexual.

A incidência de doenças como a gonorreia, infecção por clamídia, tricomoníase e vaginose bacteriana é reduzida com o uso desses produtos. Entretanto, tais valores são bem pequenos, comparados à eficácia da camisinha na prevenção de DSTs.

Espermicidas devem ser aplicados pelo menos 10 minutos antes da ejaculação, no interior da vagina; ou juntamente com a camisinha ou diafragma. Sendo utilizados em todas as relações, a probabilidade de se engravidar é de uma a cada dezessete casos, na primeira situação; e, quando aliados aos métodos de barreira, apresentam mais de 90% de eficácia na prevenção da gravidez.

Não é recomendado que sejam utilizados várias vezes em um único dia, já que tal ato propicia o enfraquecimento dos tecidos de revestimento da vagina, facilitando o surgimento de infecções.


Por Mariana Araguaia
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Anuros
E aí, já ouviu falar sobre esses animais? Nosso portal explica!

..................................................

Dica de Matemática
Descubra as propriedades da desigualdade nas inequações.

..................................................