Giardíase

A giardíase acomete principalmente crianças em fase escolar, causando diarreias, cólicas abdominais e esteatorreia.

Giardia intestinalis é um protozoário flagelado causador da giardíase
Giardia intestinalis é um protozoário flagelado causador da giardíase
PUBLICIDADE

A giardíase é uma doença causada por um protozoário com quatro pares de flagelos, dois núcleos e em formato de pera, chamado Giardia intestinalis, também conhecido como Giardia lamblia. Possui distribuição mundial, entretanto a infecção é relativamente baixa em países desenvolvidos. A doença, que afeta principalmente crianças em idade escolar, tem como sintoma principal a diarreia.

Além da diarreia, há outros sintomas da Giardíase, como cólicas abdominais, sensação de distensão, mal-estar, vômitos e esteatorreia. Esse último pode ser definido como formação de fezes claras, de odor forte e com quantidade anormal de gorduras. Diante desse quadro, é comum que o paciente sofra com perda de peso e desidratação, além de, em alguns casos, anemia. A doença também pode se apresentar de forma assintomática.

A Giardia pode ser encontrada na forma de cisto ou trofozoíto, sendo que a forma de cisto é a infectante. A transmissão ocorre via fecal-oral através da ingestão de água ou alimento contaminado. Após ingerir o protozoário encistado, ele segue pelo trato gastrointestinal onde sofrerá a ação de enzimas digestivas que provocarão o desencistamento e a liberação de trofozoítos no intestino. Eles podem ficar livres ou fixarem-se na parede do duodeno, sendo que, nesse caso, podem comprometer a absorção de nutrientes.

No intestino, a Giardia multiplica-se por divisão binária, sendo que quanto maior a quantidade de protozoários, maior é a severidade da doença. Depois da infecção, o paciente costuma observar os sintomas após duas semanas.

O diagnóstico da giardíase geralmente é feito a partir da pesquisa dos cistos ou trofozoítos nas fezes. Nas fezes formadas, encontram-se normalmente cistos, já nas fezes diarreicas podem aparecer as duas formas do protozoário. Também podem ser feitos testes imunológicos e moleculares. Em alguns casos, a pesquisa da presença de trofozoítos e cistos pode ser realizada em material proveniente de biópsia.

O tratamento da giardíase baseia-se na administração de medicamentos como metronidazol ou tinidazol. Como pode ocorrer desidratação, é importante que a pessoa se hidrate constantemente.

Para prevenir a doença, é essencial lavar bem os alimentos e ferver ou filtrar a água antes de consumi-la, uma vez que a adição de cloro não é suficiente para barrá-la. O tratamento dos doentes e projetos de saneamento básico também são essenciais como formas de prevenção.


Por Vanessa Sardinha dos Santos
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Viagem no tempo
Viagens no tempo são apenas ficção ou podem ser reais?

..................................................

Polígonos
Aprenda a classificá-los a partir do número de lados.

..................................................