Lança-perfume

Lança-perfume: a droga do carnaval.
Lança-perfume: a droga do carnaval.
PUBLICIDADE

O lança-perfume, produto fabricado na Argentina, era amplamente utilizado em nosso país desde 1906, principalmente em época de carnaval. Liberado no ar, fornecia um odor agradável e provocava sensação de frescor. Entretanto, algumas pessoas passaram a utilizá-lo de outra forma, para fins entorpecentes: aplicando em lenços e aspirando com a boca.

Ele é composto por éter, clorofórmio e cloreto de etila, juntamente com essência perfumada, sendo embalado em tubos sob pressão. Seu uso faz com que a pessoa se sinta desinibida, animada e com sensação de “estar voando”, mas por muito pouco tempo (menos de um minuto). Assim, o usuário tende a repetir várias vezes o ritual. Pensamento confuso, falta de coordenação motora, voz "amolecida", sonolência, amnésia, irritação ocular, zumbidos, desmaios e visão dupla – além de ansiedade extrema e violência, principalmente em pessoas predispostas; também podem ser provocados pelo seu uso.

Como altera funções do sistema nervoso e provoca aceleramento dos batimentos cardíacos, a pessoa pode ter retardo psicomotor ou até mesmo depressão respiratória, convulsões, parada cardíaca, coma ou morte súbita. Em longo prazo, também ocorre a destruição significativa (e irreversível) de neurônios.

Apesar de não causar dependência física; a dependência psicológica, danos à saúde e risco de vida, considerando também acidentes decorrentes das alterações de percepção da pessoa e/ou no equilíbrio, fizeram com que tal substância fosse proibida, em nosso país, a partir da década de setenta. Apesar disso, como sua produção, em alguns países, ainda é liberada, essa droga é contrabandeada com certa facilidade; e é, depois do álcool, a droga mais usada pelos adolescentes.


Por Mariana Araguaia
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Freios ABS
Como funcionam os freios ABS? Resolva essa dúvida!

..................................................

Elementos Químicos
Nomes dos novos elementos químicos da tabela periódica.

..................................................