O canto da cigarra

A cigarra canta para atrair sua parceira na época de reprodução.

As cigarras, assim como os outros insetos, realizam a troca do seu esqueleto externo para crescerem
As cigarras, assim como os outros insetos, realizam a troca do seu esqueleto externo para crescerem
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

A cigarra é um inseto conhecido por todos, principalmente pela sua tremenda cantoria. Em algumas épocas do ano, o som é tão alto que chega a incomodar algumas pessoas. Mas você já se perguntou por que elas cantam tanto?

Assim como outros animais, o canto é uma forma de comunicação, seja para atacar, avisar do perigo ou até mesmo para a reprodução. Este último é o motivo pelo qual as cigarras tanto cantam. Elas estão à procura de um parceiro, sendo que o responsável por todo o barulho é o macho.

Tanto a fêmea quanto o macho possuem um órgão na região do abdome que funciona como se fosse uma caixa acústica. Entretanto, só no macho é encontrada uma membrana que produz movimentos que permitem a emissão do som. O som é tão alto que pode atingir cem decibéis.

Após a reprodução, as fêmeas botam seus ovos e morrem. Depois de saírem dos ovos, as jovens cigarras (ninfas) entram na terra e ficam lá até a época de reprodução. Elas alimentam-se da seiva retirada das raízes das plantas, enquanto aguardam o momento certo para cavarem túneis que as levem de volta à superfície. Algumas espécies de cigarras podem ficar até 17 anos enterradas, sendo um dos insetos que possuem a vida mais longa.

Chegada a época de reprodução, geralmente nos meses quentes do ano, elas saem e sobem nas árvores. Nesse momento elas sofrem metamorfose, transformando-se em insetos adultos. Os machos adultos iniciam, então, uma nova cantoria para atrair as parceiras.

É importante lembrar que é nesse momento de reprodução que as cigarras correm os maiores riscos. Após anos embaixo da terra, elas agora enfrentarão seus predadores e o clima. Entre os principais animais que se alimentam de cigarras, podemos citar os pássaros e répteis.

Apesar de serem inofensivas, algumas espécies de cigarras têm se tornado um problema grave para agricultores. Nos últimos anos, as cigarras tornaram-se pragas do cafeeiro, sendo registradas principalmente nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Paraná.

As ninfas desses animais sugam a seiva dos cafeeiros, deixando-os com menor produtividade. Para solucionar o problema, o produtor deve confirmar a presença das ninfas observando as regiões das raízes e caules das plantas. Após a confirmação da existência de cigarras, devem-se utilizar inseticidas para matar o animal, que podem ser aplicados na planta ou diretamente no solo. Estudos associam o aumento dos ataques aos cafeeiros à destruição das plantas nativas para a realização do plantio.


Por Vanessa Sardinha dos Santos
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Neutrinos
Você sabia que essa partícula é muito abundante no universo?

..................................................

Much or many?
Aprenda a usar corretamente essas palavras em inglês.

..................................................