Pré-natal

O pré-natal permite o diagnóstico precoce de diversas doenças, possibilitando assim a eficácia de diversos tratamentos.

O exame pré-natal é fundamental para diagnosticar problemas com o bebê e com a mãe
O exame pré-natal é fundamental para diagnosticar problemas com o bebê e com a mãe
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

Quando uma mulher descobre que está grávida, diversas perguntas rondam a sua cabeça. As dúvidas a respeito da saúde do bebê, tipos de parto e complicações da gestação atormentam as futuras mamãe. É para retirar essas dúvidas e cuidar da saúde da mulher e do bebê que existe o pré-natal.

O pré-natal corresponde a uma série de medidas durante a gestação para assegurar a saúde da mamãe e da criança em formação desde o início da gravidez até o momento do parto. É durante as consultas do pré-natal que o médico analisa a saúde do bebê, a saúde da mulher e pode retirar todas as dúvidas a respeito da gestação. Vale destacar que o pai e outras pessoas também podem acompanhar a grávida durante as consultas para a retirada de dúvidas.

Durante o pré-natal, diversos exames são realizados. A realização de exames durante a gravidez é extremamente importante, pois auxilia em diagnósticos precoces de algumas doenças, garantindo, assim, um tratamento mais eficaz. Além disso, os exames diagnosticam más-formações que podem colocar em risco a vida do bebê e ajudam na identificação de gravidez de risco. Sendo assim, percebe-se que o pré-natal é uma das melhores maneiras de prevenir mortes decorrentes da gestação.

O pré-natal deve ser iniciado logo após a confirmação da gravidez. Na primeira consulta é analisado o histórico da paciente e alguns exames são solicitados. É importante fazer um levantamento completo a respeito da saúde da paciente, incluindo-se exames para identificar doenças sexualmente transmissíveis, o tipo sanguíneo e o Rh.

Após a primeira consulta e o retorno com os resultados dos exames, o ginecologista indica as datas de retorno. São recomendadas, no mínimo, seis consultas durante a gestação, distribuídas em uma consulta no primeiro trimestre, duas no segundo e três no terceiro. Seguir adequadamente essas datas é fundamental para que o acompanhamento do desenvolvimento do bebê seja feito de maneira adequada. Essas consultas também avaliam como a mulher e seu corpo estão lidando com a gestação, principalmente no que diz respeito aos distúrbios nutricionais.

É importante destacar que o pré-natal é fundamental para todas as futuras mães, entretanto, devem ser mais rigorosos em mulheres que apresentam problemas como hipertensão e diabetes gestacional. Essas doenças podem colocar a vida do bebê e da mãe em risco, sendo assim, as recomendações médicas devem ser seguidas à risca.

Outro ponto importante do pré-natal é ajudar a futura mamãe a preparar-se para o momento do parto. Durante os meses de gestação são observadas todas as condições da mãe e do bebê para que seja escolhido o melhor parto a ser realizado.

É importante destacar que um pré-natal de qualidade deve ser feito por um profissional qualificado e gentil, uma vez que é necessária uma relação de confiança entre paciente e médico. Estabelecer uma conexão com a paciente é fundamental para conseguir um relato mais fiel e sincero da gravidez e fazer com que a mulher se sinta acolhida e bem cuidada durante essa fase mágica de sua vida.

Fazer o pré-natal é uma forma de amor! Sendo assim, ao descobrir uma gravidez, procure imediatamente o médico.


Por Vanessa Sardinha dos Santos
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Algas
Estude os diversos aspectos que caracterizam esses organismos.

..................................................

Força de atrito
Fique por dentro dos diferentes tipos de força de atrito.

..................................................