Sexualidade do casal gestante

A gravidez não impede o casal de viver sua sexualidade de forma plena.
A gravidez não impede o casal de viver sua sexualidade de forma plena.
Por Mariana Araguaia
PUBLICIDADE

Existem muitas dúvidas e tabus relacionados à sexualidade da gestante. Algumas pessoas, inclusive, acreditam que a prática sexual nesse período é capaz de fornecer riscos ao bebê. No entanto, isto não é verdade, na maioria dos casos.

Com a adoção de alguns cuidados extras, e posições mais confortáveis, o sexo na gravidez pode ser tão bom quanto em outro momento da vida. Ele aumenta a intimidade e cumplicidade entre ambos, e a segurança da gestante. Além disso, ajuda o casal a viver este momento de forma mais intensa.

Em casos de gestação de risco, a relação sexual com penetração pode ser contraindicada; o que não impede a mulher de exercer sua sexualidade de forma plena, de outras formas. Há casais, inclusive, que afirmam que tal restrição os ajudou a conhecer novas formas de prazer, igualmente prazerosas para ambos.

Assim, percebe-se que outro mito está errado: a mulher grávida é capaz, sim, de sentir prazer, e também de proporcioná-lo. Outra informação incorreta é a de que o orgasmo prejudica o processo de formação do bebê. Inclusive, ele se mostra benéfico por funcionar como uma “válvula de escape”, e também por propiciar a movimentação dos músculos do períneo, bastante solicitados durante o parto normal.

Durante a gravidez, a mulher tem significativas alterações hormonais, o que fará com que mudanças em seu corpo, e também na psique, ocorram. Náuseas, inchamento dos seios, maior sensibilidade vaginal, e mudança das formas podem fazer com que ela se sinta menos à vontade, e até mesmo nada atraente – o que pode permitir com que se sinta mais insegura, até mesmo em relação à fidelidade do companheiro. Tais fatores, aliados à ansiedade, expectativas e receios do casal, mostram a importância de ambos buscarem uma boa sintonia nessa fase.

Considerando que a afetividade e a sexualidade são componentes da relação a dois, nada mais normal que continuar a viver tais momentos de forma plena, sendo o diálogo fundamental.


Por Mariana Araguaia
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Pôde ou pode?
Será que apenas uma das expressões está correta?

..................................................

Migrações
Revise os seus conhecimentos sobre esse assunto. Clique!

..................................................