Tireoide

A tireoide é uma glândula endócrina em formato de borboleta que está localizada na frente da traqueia. Ela é responsável pela produção dos hormônios T3 e T4.

A tireoide é uma importante glândula relacionada com nosso metabolismo
A tireoide é uma importante glândula relacionada com nosso metabolismo
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

É muito comum ouvir de pessoas mais leigas comentários dizendo que alguém “está com tireoide”. A tireoide, na realidade, está presente em todos nós e é um órgão essencial para o funcionamento do nosso corpo. No entanto, podem ocorrer disfunções nessa glândula que acabam desencadeando problemas como hipertireoidismo e hipotireoidismo. A seguir, conheceremos melhor a tireoide.

→ Glândula tireoide

A tireoide é uma glândula que possui de 15 g a 25 g e apresenta formato de borboleta, isto é, ela é constituída por dois lóbulos que se unem por um istmo. Essa glândula é encapsulada por duas camadas de tecido conjuntivo e é composta por milhares de folículos que se apresentam como pequenas esferas. Na cavidade dos folículos, encontramos o coloide, uma substância gelatinosa que armazena o produto da secreção da glândula.

Esse órgão está localizado no pescoço, na região logo à frente da traqueia e na altura da cartilagem cricoide. Sua posição privilegiada permite uma avaliação clínica pela simples palpação. No embrião, a tireoide é a primeira glândula endócrina a ser formada.

→ Hormônios tireoidianos

A tireoide é responsável pela produção de dois hormônios, chamados de tri-iodotironina, ou T3, e tiroxina, ou T4. Esses dois hormônios atuam garantindo a taxa de metabolismo do corpo e são responsáveis, por exemplo, por estimular a síntese de proteínas e o consumo de oxigênio pelo organismo. Eles também garantem a absorção de carboidratos, regulam o metabolismo de lipídios, aumentam o número de mitocôndrias e suas cristas e atuam no crescimento do corpo e desenvolvimento do sistema nervoso central.

Um importante ponto a ser salientado é que essa glândula, diferentemente de outras glândulas endócrinas, apresenta uma grande capacidade de armazenamento. Acredita-se que, na espécie humana, exista armazenado na tireoide hormônio suficiente para suprir as necessidades do corpo por aproximadamente três meses.

→ O que são hipotireoidismo e hipertireoidismo?

O hipertireoidismo é uma condição causada pela secreção aumentada de hormônios da tireoide. A causa mais comum dessa disfunção tireoidiana é a chamada doença de Graves. Nos casos de hipertireoidismo, o paciente geralmente apresenta-se nervoso, agitado, com o pulso rápido, a pele úmida, intolerante ao calor, pode apresentar perda de peso, mãos trêmulas, apetite aumentado e olhos projetados para fora de sua órbita (exoftalmia).

O hipotireoidismo, por sua vez, caracteriza-se por uma redução na produção do hormônio da tireoide. Essa deficiência pode ser leve ou moderada e tem como causa mais frequente a chamada tireoidite de Hashimoto, entretanto, podemos citar outras causas, como tratamento de hipertireoidismo com radiação, cirurgia ou uso de drogas antitiroidianas, doenças infecciosas, defeitos congênitos e deficiência ou excesso de iodo.

O hipotireoidismo é a doença mais frequente da tireoide, atingindo cerca de 2% da população em geral, e é mais comum em mulheres. Os sintomas mais comuns dessa disfunção são cansaço, intolerância ao frio, ganho de peso, alterações na memória e raciocínio, variações menstruais, ressecamento da pele e queda de cabelo.

Atenção: O exame de dosagem do TSH é o melhor método para identificar as disfunções da tireoide. Ele será interpretado juntamente com valores do T4 livre do paciente.


Por Vanessa Sardinha dos Santos
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Pôde ou pode?
Será que apenas uma das expressões está correta?

..................................................

Migrações
Revise os seus conhecimentos sobre esse assunto. Clique!

..................................................