Vetor e agente etiológico

Ao entender a diferença entre vetor e agente etiológico, conseguimos compreender como as doenças são transmitidas e, assim, podemos atuar na sua prevenção.

Os vírus são importantes agentes etiológicos.
Os vírus são importantes agentes etiológicos.
Por Vanessa Sardinha dos Santos
PUBLICIDADE

Talvez você já tenha ouvido que a dengue é uma doença viral, causada pela picada de um mosquito chamado Aedes aegypti, não é mesmo? Afinal, o que causa essa doença, um mosquito ou um vírus? Para entender essa questão, é fundamental aprender a diferença entre vetor e agente etiológico.


→ O que são vetores?

Os vetores são os agentes que funcionam como veículos para a transmissão do causador de uma doença. Dessa forma, são os vetores que transportam o ser vivo que desencadeia uma determinada enfermidade. São exemplos de vetores algumas espécies de moluscos e insetos, como o mosquito Aedes aegypti.

Os vetores podem ser de dois tipos básicos: biológicos ou mecânicos.

Vetores biológicos: são aqueles veículos que, além de transportar o agente causador da doença, funcionam como o local onde esse agente multiplica-se e desenvolve-se.

Vetores mecânicos: são aqueles que apenas servem como transporte, portanto, o agente causador da doença não se multiplica, nem se desenvolve em seu organismo.


→ O que são agentes etiológicos?

O agente etiológico é também denominado de patógeno e constitui o responsável por uma determinada doença. É ele que desencadeia os sinais e sintomas típicos de uma enfermidade. Vírus e bactérias são exemplos de agentes etiológicos.

A AIDS, por exemplo, é uma doença causada pelo vírus HIV, que é seu agente etiológico. O HIV, portanto, é o responsável por provocar no organismo todas as alterações que caracterizam essa doença.


→ Resumo

Agora que sabemos os conceitos de vetor e agente etiológico fica fácil responder à pergunta inicial sobre a dengue. Essa doença é causada por um vírus que inclui quatro subtipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4. Esses subtipos são os agentes etiológicos e entram no nosso corpo por meio da picada de um mosquito Aedes aegypti contaminado, que é o vetor dessa doença.


Por Vanessa Sardinha dos Santos
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Herbário
Os herbários são importantes no estudo da biodiversidade?

..................................................

Neblina
Afinal, o que é a neblina e como ela se forma? Leia aqui!

..................................................