1º de Maio – Dia do Trabalho

No dia 1º de maio, é comemorado o Dia do Trabalho em vários países. Essa data relaciona-se com acontecimentos fatídicos que se desenrolaram em Chicago, EUA, em 1886.

A revolta de Haymarket, ocorrida em Chicago, nos EUA, em 1886, foi um dos marcos para a instituição do Dia do Trabalho
A revolta de Haymarket, ocorrida em Chicago, nos EUA, em 1886, foi um dos marcos para a instituição do Dia do Trabalho
Por Cláudio Fernandes
PUBLICIDADE

Entre as últimas décadas do século XIX e as primeiras do século XX, convencionou-se, nos Estados Unidos da América, no Brasil e em alguns outros países ocidentais, celebrar o Dia do Trabalho em 1º de maio. No caso específico do Brasil, o dia 1º de maio, além de ser uma homenagem à figura do trabalhador, é reservado como feriado nacional. Mas por que foi escolhida justamente essa data?

Sabemos que, a partir do século XVIII e, sobretudo, no século XIX, a atividade industrial cresceu em quase todo o mundo ocidental. Junto ao avanço da indústria, muitas transformações geográficas e sociais também ocorreram, como o amplo crescimento das cidades e a formação da classe operária. Com a grande massa de operários que passou a alimentar a produção industrial, a relação entre empregado e empregador começou também a ser moldada por legislações. Contudo, esse processo não foi livre de discordâncias. Houve muitos conflitos de ideias entre industriais e trabalhadores, sobretudo após a formação do movimento operário, de sindicatos e dos partidos de caráter trabalhista e comunista.

Os debates giravam em torno das reivindicações por melhores condições de trabalho por parte dos trabalhadores, cuja principal forma de exercer pressão era a greve geral. Pois bem, nesse contexto de ebulição social, no ano de 1886, nos Estados Unidos, especificamente na cidade de Chicago (que a essa altura já era um grande centro industrial), houve uma grande greve geral no dia 1º de maio.

A esse dia de greve, seguiram-se mais duas greves com manifestações que acabaram resultando em graves episódios de violência entre os trabalhadores e policiais. No dia 4 de maio, em meio a uma das manifestações, uma bomba explodiu e matou sete policiais. A polícia revidou abrindo fogo contra os manifestantes, o que resultou na morte de ao menos 12 pessoas e em outras tantas feridas. Esse episódio ficou conhecido como Revolta de Haymarket.

Desde então, o 1º de maio, no qual se iniciaram as greves das quais resultaram os acontecimentos subsequentes, tornou-se um marco de memória para os movimentos operários de todo o mundo. Na década seguinte aos eventos de Chicago, em 1890, movimentos operários de todo o mundo já haviam eleito o dia 1º de maio como o Dia do Trabalho, ou o Dia do Trabalhador, como também é lembrado.

No caso específico do Brasil, as primeiras formas de regularização de leis e normas trabalhistas ocorreram com a instalação da República. Já nas décadas de 1910 e 1920, havia fortes segmentos organizados de trabalhadores. Em 1925, o presidente Arthur Bernardes, por meio de decreto, consolidou o 1º de maio como o dia oficial em homenagem ao trabalhador. Essa data foi utilizada, posteriormente, por Getúlio Vargas, durante o Estado Novo, como um dos grandes mecanismos de controle da massa de trabalhadores urbanos.


Por Cláudio Fernandes
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Teoria do Caos
Acesse e entenda o que essa curiosa teoria defende.

..................................................

Níveis tróficos
Conheça o papel de cada nível trófico na cadeia alimentar.

..................................................