22 de abril – Descobrimento do Brasil

No dia 22 de abril é celebrado o dia do Descobrimento do Brasil, pois foi nessa data que as embarcações chefiadas por Pedro Álvares Cabral chegaram ao litoral brasileiro.

O Descobrimento do Brasil é comemorado no dia 22 de abril
O Descobrimento do Brasil é comemorado no dia 22 de abril
Por Cláudio Fernandes
PUBLICIDADE
  • 22 de abril, dia do Descobrimento do Brasil

Em 22 de abril é comemorado o dia do Descobrimento do Brasil. Foi nessa data que o capitão Pedro Álvares Cabral e sua esquadra de embarcações chegaram ao litoral do atual estado da Bahia. O fato histórico do “descobrimento” foi objeto de muitas discussões entre estudiosos do assunto, já que alguns levantavam a hipótese de que, antes de Cabral, outros navegantes ibéricos já haviam entrado em contato com a costa brasileira. Essa posição contestava aqueles que argumentavam que a trajetória original da esquadra de Cabral – que estava destinada às Índias – foi alterada pelas marés do oceano Atlântico, conduzindo os tripulantes à América do Sul.

Hoje em dia, apesar de esse tema ainda ser motivo de controvérsia, há certo consenso em torno da hipótese de que não apenas a esquadra de Cabral foi a primeira a chegar ao Brasil, como também seu líder recebeu ordens diretas do rei português, D. Manuel, para se dirigir ao “Novo Mundo”.

  • Discussão sobre quem “descobriu” primeiro o Brasil

No dia 9 de março de 1500, sob as ordens do rei D. Manuel, Pedro Álvares Cabral, então com 32 anos de idade, zarpou de Portugal, chefiando a segunda expedição às Índias. O objetivo geral era conduzir dez naus e três caravelas carregadas com metais preciosos até Calicute, onde trocaria os metais por especiarias e outros artigos comerciais. Porém, além desse objetivo geral, havia algo sigiloso a ser cumprido. Antes de navegar até Calicute, Cabral tinha a missão de desviar a rota das embarcações para a América do Sul – que até então era uma região pouco conhecida, tanto pelos espanhóis quanto pelos portugueses, ambos pioneiros da navegação transatlântica.

Em 1498, dois anos antes da missão de Cabral, o rei D. Manuel ordenou a outro navegador, chamado Duarte Pacheco Pereira, que fosse até a parte do litoral da América do Sul ainda não explorada pelos espanhóis e fizesse um reconhecimento da região. Pacheco chegou a circundar e explorar territórios como os do atual estado do Maranhão, no nordeste brasileiro. A missão de Pacheco permaneceu em sigilo absoluto para não despertar o interesse dos espanhóis, que também estavam determinados a explorar ao máximo o continente recém-descoberto. Todavia, há pesquisas que apontam para o fato de navegadores espanhóis também terem explorado o litoral brasileiro antes da chegada de Cabral. Dois nomes são notórios: Vicene Yañez Pinzón e Diego de Lepe.

Contudo, como bem aponta o pesquisador Lucas Figueiredo, em uma nota de seu livro “Boa Ventura! – A corrida do ouro no Brasil”, “suspeita-se que mesmo antes disso [das navegações dos espanhóis acima citados] outros navegantes o tenham feito”. Entretanto, isso não muda o “fato de que, ''sociologicamente falando'', na expressão de Capistrano de Abreu, os verdadeiros descobridores do Brasil foram os Portugueses, que se apossaram da terra e a colonizaram.” [1]

  • O dia do Descobrimento sempre foi comemorado em 22 de abril?

Além da discussão sobre quem teria descoberto primeiro o Brasil, há ainda outro detalhe interessante sobre esse tema: o Descobrimento não era, até o século XIX, comemorado em 22 de abril, mas, sim, em 3 de maio. Por quê? Pelo fato de o notável historiador português Gaspar Correia (1495-1561) ter feito uma dedução a partir da denominação “Terra de Santa Cruz”. Sabe-se que “Terra de Santa Cruz” foi o segundo nome dado ao Brasil pelos tripulantes comandados por Cabral ao chegarem em terra firme. Na tradição popular católica portuguesa, há uma importante festa comemorada no dia 3 de maio cujo nome é Festa de Santa Cruz. Gaspar Correia imaginou que, por terem dado o nome de “Santa Cruz” à nova terra, os navegantes teriam nela aportado em 3 de maio de 1500.

A hipótese de Correia era bem razoável e foi aceita durante muito tempo por falta de documentos que pudessem sustentar uma refutação contra ela. No entanto, no ano de 1817, durante o Período Joanino (época em que D. João VI permaneceu no Brasil com a família real portuguesa), um padre chamado Manuel Aires de Casal fez uma descoberta que derrubou a hipótese de Correia. Casal, investigando os antigos documentos pertencentes aos arquivos régios, descobriu, nada mais, nada menos, que a Carta de Pero Vaz de Caminha, endereçada ao então rei D. Manuel. Na carta, como se sabe, Caminha diz o dia exato da chegada das embarcações no litoral baiano: 22 de abril. Essa descoberta acabou de vez com as dúvidas sobre a data do Descobrimento.

NOTAS

[1] ] FIGUEIREDO, Lucas. Boa Ventura! A corrida do ouro no Brasil (1697-1810). Rio de Janeiro: Record, 2011. Nota 19, página 32.


Por Cláudio Fernandes
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Soluções
Revise os seus conhecimentos sobre tipos de soluções.

..................................................

Olho humano
Conheça os nomes das estruturas que formam os olhos.

..................................................