31 de outubro - Halloween ou Dia das Bruxas

Comemorado em 31 de outubro, o Halloween é uma tradição celta que foi levada para os EUA pelos irlandeses, ganhando fama internacional.

Principal símbolo do Halloween, a abóbora funcionando como lanterna serve para representar Jack O’Lanterns
Principal símbolo do Halloween, a abóbora funcionando como lanterna serve para representar Jack O’Lanterns
Por Tales Pinto
PUBLICIDADE

O Halloween, ou o Dia das Bruxas, é uma das principais datas folclóricas dos EUA e do Canadá, ocorrendo no dia 31 de outubro. A data caracteriza-se principalmente por um momento de contato entre o mundo dos vivos e o mundo dos espíritos, sendo as chamadas bruxas um dos elos entre os dois mundos. É também uma data de brincadeiras por parte das crianças que tomam as ruas na maioria das cidades dos dois países.

A tradição do Halloween surgiu entre os celtas, povos indo-europeus que habitaram desde a Turquia até a região da Irlanda, parte da Grã-Bretanha e o norte da França. Entre eles a data era conhecida com outro nome: Samhain (pronuncia-se sou-en). O Samhain se inseria entre os oito sabás, as reuniões dos chamados bruxos e bruxas, celebrados pelos celtas.

O Samhein representa o início de um novo ano para os celtas, após o fim das colheitas de verão, e a preparação para a chegada do inverno. Era também o dia de realizar os contatos com os antepassados, que habitavam o mundo dos espíritos. Como o cristianismo dominou o mundo ocidental, todas as festas praticadas anteriormente pelos diversos povos que ainda não haviam aderido ao cristianismo eram consideradas como expressões de paganismo. Dessa forma, o Halloween é uma festa pagã.

A mudança de nome de Samhain para Halloween está ligada ao cristianismo. Com a instituição do dia 01 de novembro como Dia de Todos os Santos, pela Igreja Católica, essa data na língua inglesa ficou conhecida como All Hallow’s Day (Dia de Todos os Santos). O dia anterior ao 01 de novembro ficou conhecido então como All Hollow Even (véspera de todos os santos). Com o passar do tempo, a expressão passou a ser grafada como Halloween.

A comemoração na América do Norte foi adotada como parte das comemorações folclóricas em virtude da imigração irlandesa para a região, carregando suas tradições culturais na bagagem. A ida para a América ainda acarretou uma mudança em um dos principais símbolos do Halloween, Jack O'Lanterns, a lanterna feita com uma abóbora. Na Irlanda, não havia abóboras, já que essa é uma espécie vegetal das Américas. Os irlandeses usavam nabos para fazer as lanternas, mas as abóboras se mostravam melhores para a confecção do artefato.

Jack O’Lanterns é um personagem que por muitos momentos enganou o demônio, com o objetivo de conseguir benefícios sem que perdesse sua alma para o espírito maligno. Porém, quando morreu, Jack O’Landerns não foi aceito no céu em razão dos acordos com o demônio, e nem no próprio inferno, em razão não cumprimento dos acordos. Ele foi condenado a vagar sem ter um lugar de destino, recebendo apenas uma lanterna dada pelo demônio para que pudesse iluminar seu caminho.

Outra característica do Halloween são as brincadeiras realizadas principalmente pelas crianças, intituladas “doces ou travessuras”. Não se sabe ao certo se essa brincadeira fazia parte da tradição celta. Ela consiste na passagem das crianças pelas casas de sua vizinhança pedindo doces para os moradores. Em caso de recusa, as crianças realizavam alguma travessura contra o vizinho, que podem ser ações sem muita violência ou talvez depredações.

A bruxa é outro dos grandes símbolos do Halloween
A bruxa é outro dos grandes símbolos do Halloween

Com o fortalecimento dos EUA como uma potência mundial, expandindo seu domínio econômico sobre diversas áreas do mundo, suas práticas culturais também foram transportadas para esses locais. Esse é um dos motivos pelos quais o Halloween é comemorado em alguns locais no Brasil, principalmente incentivado pelas escolas de ensino da língua inglesa. Apesar de não haver raízes da festa no folclore do país, tais escolas buscam reproduzir a prática cultural como complemento ao estudo linguístico dos povos anglo-saxônicos.

Muitos nacionalistas apontam a comemoração como uma ação nefasta do imperialismo na cultura nacional, impondo práticas não pertencentes ao folclore do país, enquanto outras tradições brasileiras são aos poucos esquecidas. É certo que nos EUA o Halloween representa uma importante data para a economia do país, resultando desde o aumento da venda de doces, dando ganhos a esse setor da indústria, até a produção de filmes que veiculam essa tradição.

Entretanto, a comemoração do Halloween, tanto em alguns locais no Brasil quanto nos EUA, é um indício de que as fronteiras culturais se rompem quando há o contato entre povos que cultuam tradições distintas, misturando elementos culturais e iniciando novas práticas sociais.


Por Tales Pinto
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Neutrinos
Você sabia que essa partícula é muito abundante no universo?

..................................................

Much or many?
Aprenda a usar corretamente essas palavras em inglês.

..................................................