Fator de Proteção Solar (FPS)

O Fator de Proteção Solar (FPS) define o tempo de exposição máximo ao Sol, com a pele protegida, sem provocar riscos à saúde.

O Fator de Proteção Solar (FPS) determina o tempo máximo de exposição ao Sol com a pele protegida
O Fator de Proteção Solar (FPS) determina o tempo máximo de exposição ao Sol com a pele protegida
Por Joab Silas da Silva Júnior
PUBLICIDADE

O eritema é a vermelhidão na pele, resultante da dilatação dos vasos sanguíneos, ocasionada pela exposição prolongada do corpo aos raios solares. Quando espalhados sobre a pele, os protetores solares criam uma camada protetora, evitando essa vermelhidão característica do eritema e prolongando o tempo de exposição ao Sol.

O protetor solar cria uma camada sobre a pele, protegendo-a contra os raios solares
O protetor solar cria uma camada sobre a pele, protegendo-a contra os raios solares

Todo protetor solar apresenta um Fator de Proteção Solar (FPS). O FPS determina o tempo máximo de exposição ao Sol, com a pele protegida, sem que ocorra eritema. Imagine que o tempo de exposição ao Sol capaz de gerar vermelhidão, em um indivíduo com pele desprotegida, seja de 10 minutos. Caso ele utilize um protetor solar com FPS 15, por exemplo, isso significa que o tempo para expor-se aos raios solares, sem danos para a pele, será 15 vezes maior, ou seja, 150 minutos.

Cálculo do FPS

O FPS é determinado a partir do conhecimento da Dose Mínima de Eritema (DME), que é o tempo mínimo de exposição aos raios solares necessário para que ocorra vermelhidão na pele. A razão entre o DME de uma pele protegida e o DME de uma pele desprotegida fornece o FPS.

O tempo necessário para gerar eritema na pele desprotegida exposta ao Sol sofre variações de acordo com cada indivíduo. Quanto mais escura for a pele, maior será o tempo de exposição aos raios solares sem que o indivíduo sofra danos.

Radiações solares

A camada criada pelo protetor solar impede que a pele seja atingida por raios ultravioletas provenientes do Sol. Essa radiação ultravioleta possui frequência maior que a da luz violeta, por isso, está fora do espectro visível e não pode ser percebida pelo olho humano. As radiações provenientes do Sol são classificadas em UVA, UVB e UVC.

UVA

  • Possui comprimento de onda entre 315 nm (1 nm = 1 x 10 – 9 m) e 400 nm;

  • Sofre pouca atenuação ao entrar em contato com a camada de ozônio;

  • É capaz de atingir as camadas mais profundas da pele humana.

UVB

  • Possui comprimento de onda entre 280 nm e 315 nm;

  • É parcialmente atenuada pela camada de ozônio;

  • Não penetra em regiões profundas da pele humana.

UVC

  • Possui comprimento de onda entre 100 nm e 280 nm;

  • É atenuada pela camada de ozônio, por isso, não atinge a superfície da Terra.

A exposição prolongada aos raios solares, sem a devida proteção, pode provocar envelhecimento precoce, queimaduras e até o desenvolvimento do câncer de pele. Contudo, expor-se ao Sol, por um tempo controlado e em horários apropriados, traz o benefício da fixação da vitamina D, que mantém o equilíbrio mineral no corpo.


Por Joab Silas da Silva Júnior
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Vikings
Quais são as principais características desses povos?

..................................................

Eu lírico
Você sabe o que difere o eu lírico do autor literário?

..................................................