Agricultura orgânica

A agricultura orgânica reúne um conjunto de técnicas agrícolas que visam à melhor qualidade dos alimentos e à preservação do meio natural.

Produção orgânica em série de alface
Produção orgânica em série de alface
Por Rodolfo F. Alves Pena
PUBLICIDADE

A agricultura orgânica é um sistema de produção agrícola caracterizado pelo emprego de técnicas totalmente naturais de cultivo, sem o uso de produtos químicos – como fertilizantes, agrotóxicos e outros. O objetivo da prática da agricultura orgânica é garantir uma produção eficiente de alimentos sem comprometer a saúde de quem os consome e mantendo a conservação dos solos e da natureza em geral.

Os princípios básicos da agricultura orgânica giram em torno do respeito à natureza, sem o esgotamento dos recursos naturais; da diversificação das culturas durante os sucessivos cultivos; do entendimento do solo como um organismo vivo e da substituição dos insumos químicos por técnicas e instrumentos orgânicos.

Muitas pessoas, preocupadas com a saúde e com a qualidade dos alimentos que consomem, manifestam a sua preferência em relação aos produtos de origem orgânica, pois consideram a qualidade deles muitos superior à dos demais. Além disso, os defensores desse sistema de produção consideram que, se a sua prática fosse mais difundida, vários problemas ambientais poderiam ser evitados e o desenvolvimento sustentável seria um objetivo mais acessível para os países.

Apesar dessas características, a produção agrícola realizada com essas técnicas é ainda muito incipiente no mundo. A agricultura orgânica no Brasil, por exemplo, apesar dos amplos incentivos recebidos, ocupa somente 0,27% de toda as terras agrícolas do país, estando quase sempre associada a agricultores familiares. O maior produtor mundial nesse segmento é a Austrália, que destina cerca de 12 milhões de hectares a essa atividade, embora isso corresponda a apenas 2,93% de suas áreas agrícolas.

Os principais procedimentos utilizados na agricultura orgânica são:

– Adubação verde, técnica de enriquecimento do solo pelo uso de leguminosas sobre a superfície, onde elas entram em decomposição e fornecem compostos naturais que ajudam na fertilidade, principalmente o nitrogênio;

– Adubação orgânica, o uso de materiais como esterco de origem animal e outros;

– Utilização de chorume e estercos líquidos curtidos, desde que esses não sejam tratados quimicamente;

– Emprego da técnica da minhocultura, que permite uma maior nutrição e enriquecimento do solo, além de sua porosidade;

– Uso comedido e racional da água;

– Emprego de rochas e minerais moídos para obter enriquecimento de nutrientes ou para correção da acidez dos solos.


Por Rodolfo F. Alves Pena
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Soluções
Revise os seus conhecimentos sobre tipos de soluções.

..................................................

Olho humano
Conheça os nomes das estruturas que formam os olhos.

..................................................