Pressão atmosférica e o clima

A pressão atmosférica influencia o clima tanto nas temperaturas quanto na movimentação dos ventos e na formação de chuvas.

Um dos efeitos da pressão atmosférica é a incidência dos ventos e a movimentação das massas de ar
Um dos efeitos da pressão atmosférica é a incidência dos ventos e a movimentação das massas de ar
Por Rodolfo F. Alves Pena
PUBLICIDADE

O que é a pressão atmosférica?

A pressão atmosférica é a força exercida pelo peso do ar sobre uma determinada superfície em razão da influência da gravidade da Terra. Na Química, sabe-se que todo gás possui a sua própria pressão, e a atmosfera, sendo uma mistura de gases, não está de fora dessa concepção.

Em 1643, o cientista italiano Evangelista Torricelli (1608-1647) realizou um experimento com um tubo de mercúrio, que hoje é conhecido como barômetro de mercúrio, para determinar, numericamente, a pressão atmosférica. Ele verificou que, ao nível do mar, essa pressão era de 760 mmHg (milímetros de mercúrio). Torricelli também percebeu que quanto maior era a altitude onde o experimento era realizado, menor eram os valores de pressão atmosférica, ou seja, a pressão do ar é inversamente proporcional às altitudes.

A pressão atmosférica e a dinâmica climática

A existência da pressão atmosférica e a variação de seus valores entre as diferentes áreas da superfície terrestre são características que influenciam diretamente a dinâmica climática. Basicamente, ela interfere em algumas condições meteorológicas básicas, como os ventos, as temperaturas e a precipitação.

  • Influência sobre a Temperatura

A temperatura do ar também apresenta uma proporção inversamente proporcional aos valores da pressão atmosférica. Assim, quanto maior é a temperatura, menor é a pressão; e quanto maior é a pressão, menor é a temperatura. Isso ocorre porque, sob baixas temperaturas, o ar fica mais pesado e comprime o ar que está por baixo, elevando, assim, a pressão atmosférica.

  • Influência sobre os Ventos

Os ventos, por sua vez, são diretamente determinados pelas diferenças de pressão entre uma área e outra. Considerando que o vento é o ar em movimento, ele se locomove das áreas de maior para as de menor pressão atmosférica. Outra influência é sobre a circulação geral do ar: quando o ar mais frio (e, portanto, com maior pressão) desce e o ar mais quente na superfície (e com menor pressão) sobe, formando os ventos.

  • Influência sobre as Chuvas

Já a relação entre a pressão atmosférica e a precipitação (chuvas) ocorre da seguinte forma: em ambientes com baixa pressão atmosférica e, portanto, calor, o ar aquecido tende a subir e, ao alcançar altitudes maiores, condensa-se, forma nuvens e precipita-se. Já em ambientes com maior pressão, o ar frio que se encontra no alto desce e impede a formação de nuvens pela elevação da umidade, proporcionando um ambiente sem chuvas.

É válido lembrar, porém, que a pressão é apenas mais um entre os vários elementos climáticos, que, por sua vez, são diretamente influenciados por uma série de fatores, como as massas de ar, a maritimidade, a presença de vegetação, a incidência dos raios solares e outros. Por isso, na hora de considerar a influência da pressão atmosférica sobre o clima, é preciso analisar também a interferência de todas as demais variáveis atmosféricas.


Por Rodolfo F. Alves Pena
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Linha do Equador
A linha do Equador recebeu este nome por causa do país?

..................................................

Perímetro
O cálculo do perímetro é mais fácil do que você imagina.

..................................................