Comunismo

O comunismo é uma forma de governo que busca amenizar as diferenças entre as classes.

Comunismo, o alcance da sociedade ideal do pensamento marxista.
Comunismo, o alcance da sociedade ideal do pensamento marxista.
Por Rainer Sousa
PUBLICIDADE

As inovações trazidas pela Revolução Industrial conduziram um conjunto de profundas transformações no mundo, a partir do século XVIII. Ao mesmo tempo em que proporcionou um notório desenvolvimento material, a Revolução Industrial e a Sociedade Capitalista ocasionou grandes mudanças sociais. Entre eles podemos destacar o surgimento de duas novas classes sociais: o operariado e a burguesia industrial.

Além de serem duas personagens correntes na ascensão do mundo capitalista, ambos também representaram o estabelecimento de duas classes com diferentes interesses e claros antagonismos. A distinção percebida entre a prosperidade material, o luxo e o conforto dessa nova burguesia e as duras condições de trabalho dos operários passaram a ocupar a atenção de vários pensadores.

Alguns desses intelectuais sugeriram respostas que deram origem ao chamado socialismo. O socialismo é um conjunto de teorias que busca formas de resolver as diferenças sociais estabelecidas pelo mundo capitalista. Entre eles, damos especial destaque aos estudos promovidos por Karl Marx e Friedrich Engles, que juntos promoveram uma nova teoria.

Segundo eles, o materialismo histórico era um pressuposto pelo qual podemos primeiramente entender as feições de uma determinada sociedade. De acordo com tal pressuposto, as condições sócio-econômicas de uma sociedade são determinantes de todos seus aspectos culturais, ideologias, práticas políticas e instituições. No caso das sociedades capitalistas, Marx e Engels tentaram mostrar como seus governos, idéias e costumes são impregnados de formas de pensamento que buscam legitimar a ordem capitalista.

Além disso, o pensamento marxista só admitia profundas transformações em uma sociedade quando o antagonismo entre as suas classes sociais provocasse a luta entre as mesmas. Dessa forma, a luta entre o proletariado e a burguesia seria um evento histórico indispensável para que as configurações da sociedade capitalista se modificassem. Seguindo tal idéia, o marxismo coloca que no momento em que os trabalhadores tomam ciência de todas as mazelas que o capitalismo provoca, a classe operária fica apta a lutar contra os interesses da burguesia que oprime e explora a força de trabalho do operariado.

Depois de vencer o conflito contra a burguesia, os trabalhadores seriam responsáveis por estabelecer uma espécie de governo transitório. Esse governo, controlado pela ditadura do proletariado, tomariam um amplo conjunto de medidas de caráter socialista. Com o desenvolvimento de tais medidas preocupadas em amenizar as diferenças de classe, a sociedade estaria apta a viver sob o regime do comunismo.

O comunismo consistiria em uma nova ordem sócio-econômica onde a necessidade de um governo se tornaria inexistente. Tudo isso porque, segundo o marxismo, em uma sociedade onde as diferenças de classe e a propriedade privada fossem extintas os mecanismos de controle de um governo se tornariam obsoletos. Dessa forma, teríamos formulada a última etapa elaborada pelo pensamento marxista.


Por Rainer Sousa
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Genocídio
O genocídio é considerado crime contra a humanidade?

..................................................

Ilusão de ótica
Descubra se há relação entre a ilusão de ótica e a matemática.

..................................................