Guerra Civil Russa

A Guerra Civil Russa ocorreu logo após a conclusão da revolução bolchevique, em outubro de 1917, e opôs o Exército Vermelho às demais forças que atuavam no país à época.

Membros do Exército Branco, o mais forte opositor dos bolcheviques.
Membros do Exército Branco, o mais forte opositor dos bolcheviques.
PUBLICIDADE
  • Da Revolução de Outubro à Guerra Civil

A Revolução Russa, como sabemos, concretizou-se em outubro de 1917, com a vitória política dos bolcheviques (liderados por Lenin, Trotsky, Stalin e Kalinin) sobre os demais grupos que atuavam no Governo Provisório – instituído em fevereiro do mesmo ano após o czar Nicolau II ter sido obrigado a abdicar do trono. O problema é que o caráter universalista dos revolucionários bolcheviques, que se achavam representantes não apenas do povo russo, mas de todos os trabalhadores do mundo, não agradava a todos os populares e muito menos aos líderes remanescentes da aristocracia czarista – sendo muitos destes militares.

 

  • Vermelhos x Brancos

A oposição entre o núcleo bolchevique e os demais – além dos aristocratas, havia ainda outros grupos de esquerda, mais moderados, e grupos anarquistas, como os ucranianos liderados por Nestor Makhno – acabou por ter que ser decidida nas frentes de batalha. A Rússia, que havia acabado de sair da Primeira Guerra Mundial, via-se agora em uma guerra civil que se estenderia até 1920. O Exército Vermelho, organizado e liderado pessoalmente por Leon Trotsky, era o braço armado bolchevique e tornou-se a principal força estruturadora do comunismo na Rússia. Contra o Exército Vermelho, a principal força era o Exército Branco, liderado por militares de carreira antibolcheviques, como Aleksander Kolchal


O Exército Vermelho foi desde o início o braço armado dos bolcheviques 

Ao contrário dos soldados que se juntaram a trabalhadores e camponeses para compor o Exército Vermelho, os militares do Exército Branco não foram aclimatados na atmosfera ideológica e política revolucionária. Eram conservadores nacionalistas que desprezavam a atividade política no sentido de participação popular, formação de conselhos, de sovietes etc. Eram aristocratas tanto militar quanto politicamente. Se o destino da Rússia e de outros países do Leste com a vitória do Exército Vermelho foi a “ditadura do proletariado”, tivesse ganhado o Exército Branco provavelmente haveria uma ditadura militar que procuraria restaurar o czarismo.

 

  • Participação de potências estrangeiras na guerra

Lembremo-nos de que a Guerra Civil Russa estourou no ano final da Primeira Guerra Mundial, em 1918. Nesse contexto, era do interesse de potências estrangeiras conter o avanço dos bolcheviques, visto que, como dito acima, sua proposta revolucionária era universalista, pretendendo, portanto, alastrar-se, inicialmente, por toda a Europa. Algumas das potências que participaram da Grande Guerra, como a França, Inglaterra e Estados Unidos, acharam que dar apoio ao Exército Branco era uma boa estratégia. Entretanto, ao contrário do que muito já se disse, esse apoio não foi maciço nem muito bem estruturado militarmente.

A narrativa histórica contada pelo comunismo internacional sempre fez crer que o Exército Vermelho teve de lutar contra o Exército Branco e contra todo o Imperialismo Ocidental durante a guerra civil. Contudo, como bem pontua o historiador Peter Kenez, em sua obra História da União Soviética:

 

Os bolcheviques, evidentemente, nessa altura e, desde então, tinham grandes motivos para acreditar ou pelo menos fingir acreditar que estavam a combater não inimigos internos, mas as forças conjuntas do imperialismo mundial. Tornou-se ponto da doutrina da historiografia soviética que o jovem Estado soviético lutou contra as forças conjuntas do imperialismo mundial. Na verdade, a contribuição dos estrangeiros para o resultado da guerra civil foi insignificante. Os governos estrangeiros tinham apenas uma vaga percepção dos assuntos russos; baseavam as suas políticas e opiniões em falsas premissas. Mas por mais que os aliados tivessem querido derrubar os bolcheviques, dada a política da Europa do pós-guerra não estavam em condições de o fazer. As tropas francesas foram as únicas que efetivamente entraram em combate, e o seu desempenho foi lamentável. Em vez de ajudar, prejudicaram a causa dos Brancos. A ajuda militar britânica, e em menor grau a americana, foi certamente útil para Denikin e Kolchal; mas esse tipo de ajuda só podia prolongar a guerra. [1]

 

Os “vermelhos” ganharam a guerra em 1920 e ganharam porque tiveram melhor organização ideológica e discurso mais atrativo para a massa de camponeses e operários, que alimentaram as hordas do Exército Vermelho durante a guerra.

 

 

NOTAS

[1] KENEZ, Peter. História da União Soviética. Edições 70: Lisboa, 2015. p. 57. 


Por Cláudio Fernandes
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Desnutrição
Fique por dentro das causas e sintomas desse problema.

..................................................

Monômios
Aprenda a resolver operações básicas com essas expressões.

..................................................