História dos Jogos Olímpicos

A História dos Jogos Olímpicos remonta à Antiguidade, apesar de tais jogos terem se popularizado mesmo na Idade Contemporânea.

Os jogos olímpicos nasceram e tornaram-se populares na Grécia Antiga
Os jogos olímpicos nasceram e tornaram-se populares na Grécia Antiga
PUBLICIDADE

Hoje em dia, com o mundo globalizado e a grande capacidade de cobertura midiática de grandes eventos internacionais, é muito comum sabermos, no que se refere aos jogos olímpicos, o nome de grandes medalhistas de determinado esporte. Entretanto, a despeito de estarmos acostumados com a periodicidade dos eventos olímpicos e de sua repercussão nas mais diversas culturas, geralmente não sabemos qual é a origem desses jogos nem o porquê de terem o nome de “olímpicos”. Pois bem, para que possamos compreendê-los de forma melhor, é necessário que saibamos um pouco de sua história.

A história dos jogos olímpicos remonta à antiga civilização grega. O qualificativo “olímpico” e o nome próprio para defini-los, no plural, Olimpíadas, referem-se diretamente a uma das cidades-estado da Grécia Antiga: Olímpia. Segundo a mitologia grega, foi em Olímpia que o herói Hércules decidiu inaugurar jogos esportivos para comemorar a execução do primeiro de seus famosos “doze trabalhos”. Há outro mito que diz que, em 776 a.C., um grego chamado Corobeu teria vencido a primeira prova dos jogos olímpicos. Corobeu teria corrido na cidade de Elis até o estádio de Olímpia, dando início, assim, ao que hoje se conhece por atletismo.

A despeito dessas narrativas lendárias, a cidade de Olímpia tornou-se, de fato, a partir do século VIII a.C., o centro de atividades esportivas praticadas por cidadãos (geralmente guerreiros) das cidades-estado gregas. Essas atividades, assim como hoje, eram realizadas de quatro em quatro anos e estavam associadas aos períodos de tréguas que as cidades viviam. Além disso, havia uma dimensão religiosa fundamental nesse contexto. Na abertura dos jogos, em Olímpia, eram prestados sacrifícios e cultos ao deus Zeus, considerado pai do herói Hércules.

Com o avançar da história e a sucessão de impérios e reinados que assimilaram e, em dada medida, desarticularam a herança da civilização grega, a prática dos jogos olímpicos enquanto proposta de valorização da trégua e da relação pacífica entre civilizações acabou por ser relegada ao esquecimento. Todavia, isso não quer dizer que a prática de esportes, muitos deles violentíssimos, não tivesse continuado em outras épocas, como a do Império Romano.

O fato é que o caráter de “tentar promover a paz” entre as nações por meio da competição esportiva, que hoje está intimamente associado às Olimpíadas, só veio a ser elaborado no fim do século XIX. O grande responsável pelo reavivamento dos jogos olímpicos na contemporaneidade foi o aristocrata suíço Pierre de Frédy, mais conhecido como Barão de Coubertin. Desde 1892, quando foi realizado o 5º aniversário da União das Sociedades Francesas dos Esportes Atléticos, até 1896, quando foram realizados os Jogos Olímpicos de Verão, em Antenas, capital grega, marco da retomada das antigas Olimpíadas, o Barão de Coubertin e seu amigo grego Demetrius Vikelas trabalharam incessantemente para que suas ideias transformassem-se em realidade. Todavia, como diz a pesquisadora Katia Rúbio, após mais de 110 anos de competições, “os Jogos Olímpicos da Era Moderna já sofreram interrupção por causa das duas Grandes Guerras e boicotes promovidos por países de várias partes do continente, sob diversas alegações, indicando que o Movimento Olímpico não está alheio às questões sociais e políticas do mundo contemporâneo como desejava Pierre de Coubertain.” [1]

Os jogos olímpicos na contemporaneidade, apesar dos vários entraves que a própria sociedade globalizada lhes impôs, ainda continuam sendo símbolos de integração entre as nações, seguindo a proposta do desenvolvimento do espírito esportivo no mundo todo.

NOTAS

[1] RUBIO, Katia. Jogos Olímpicos da Era Moderna: uma proposta de periodização. ev. bras. educ. fís. esporte (Impr.), São Paulo, v. 24, n.1, p. 57.


Por Cláudio Fernandes
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Desnutrição
Fique por dentro das causas e sintomas desse problema.

..................................................

Monômios
Aprenda a resolver operações básicas com essas expressões.

..................................................