Muro de Berlim

O Muro de Berlim foi erguido em 1961 por iniciativa do poder central da URSS e do governo alemão oriental a ele subordinado.

O muro de Berlim começou a ser erguido em 1961 com o objetivo de isolar a parte ocidental da capital alemã
O muro de Berlim começou a ser erguido em 1961 com o objetivo de isolar a parte ocidental da capital alemã
Por Cláudio Fernandes
PUBLICIDADE

“O muro de Berlim, construído em 1961, tornou-se o símbolo da Guerra Fria”. Essa frase é bastante difundida em livros didáticos, mas nem sempre o seu sentido é compreendido satisfatoriamente. Para compreendermos bem o que essa frase significa, é necessário que relembremos, em linhas gerais, o que foi a Guerra Fria e os efeitos específicos que ela produziu sobre o território alemão.

O período compreendido como “Guerra Fria” durou, podemos dizer, de 1947 a 1989, e caracterizou-se pela polarização mundial em duas zonas de influência político-militar: a ocidental, liderada pelos Estados Unidos da América, que representavam o modelo político democrático representativo e a economia de mercado, e a oriental, liderada pela União Soviética, que representava o comunismo internacional, de viés autoritário, e a economia planificada, comandada pelo Estado.

Essa polarização começou a se acentuar após o fim da Segunda Guerra Mundial, quando as diferenças entre a URSS e os países ocidentais começaram a ficar mais nítidas. Nos anos finais da Segunda Guerra, a URSS aliou-se aos países ocidentais para combater a Alemanha nazista e o Império Japonês (então integrante das chamadas “Potências do Eixo”). Quando a guerra acabou, líderes ocidentais como Churchill, primeiro-ministro britânico, e H. Truman, presidente dos EUA, deixaram claro sua posição a respeito do perigo que o comunismo internacional, comandado pela URSS, representava para os Estados democráticos.

Deu-se início então a uma campanha anticomunista ferrenha, sobretudo em solo europeu, para impedir que a influência da URSS se ampliasse demasiadamente. Para tanto, foi desenvolvido, pelos Estados Unidos, o chamado Plano Marshall, que tinha por objetivo a reconstrução das cidades europeias destruídas pela guerra, mas, por tabela, também se incidia o modelo político e cultural à luz da hegemonia americana. De sua parte, Josef Stalin, líder da URSS, procurava fortalecer os seus domínios sobre os países do Leste europeu, abrangendo as regiões do Cáucaso e dos Bálcãs.

O problema maior ocorreu a meio caminho, entre a Europa Ocidental e a Oriental, isto é, o território alemão. Com o fim do nazismo e o suicídio de Hitler, naturalmente houve uma vacância de poder na Alemanha. A parte oriental do país foi libertada pela URSS, enquanto a ocidental, por americanos e ingleses. O território alemão, dessa forma, foi dividido entre essas duas frentes que o haviam libertado do jugo nazista. A parte oriental ficou sob a influência soviética, associada, portanto, ao comunismo internacional. A parte ocidentail ficou sob a influência notadamente dos Estados Unidos. A capital, Berlim, ficou do lado comunista (oriental), mas uma parte de seu território ficou sob domínio ocidental, isto é, a chamada “Berlim Ocidental”, cercada pela zona comunista por todos os lados, tal como uma ilha.

Na medida em que as divergências entre os dois sistemas sociopolíticos (o americano e o soviético) foram acentuando-se, a partir da década de 1950 (com a Guerra das Coreias e, depois, com a Guerra do Vietnã e a Revolução Cubana), a tensão dentro do território alemão intensificava-se. Até o fim da década de 1950, a parte ocidental de Berlim possuía poucas restrições de entrada e saída de cidadãos. As pessoas podiam ir de um lado a outro da cidade sem maiores complicações. Entretanto, a partir de 1961, essa situação mudou radicalmente.

O então líder do Partido Comunista Soviético, Nikita Krushev, e o representante da Alemanha Oriental, Walter Ulbricht, idealizaram e executaram a obra de um muro para incutir nas potências ocidentais um tipo de pressão dentro do terreno europeu. De 12 para 13 de agosto de 1961, soldados soviéticos alemães começaram a estabelecer cercas ao longo dos 45 quilômetros da fronteira de Berlim Ocidental. No dia 15 de agosto, o muro começou a ser construído, com tijolos e concreto, medindo aproximadamente três metros de altura.

Esse muro isolou Berlim Ocidental por mais de duas décadas. Muitas pessoas que tentaram sair morreram fuziladas pelos guardas soviéticos. A tensão provocada pelo muro só se desfez em 1989, com a queda dele, na ambiência do fim da Guerra Fria.


Por Cláudio Fernandes
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Religião viking
Que tal conhecer aspectos interessantes dessa religião?

..................................................

Estrangeirismo
Afinal, estrangeirismo é mesmo necessário? Leia o nosso artigo!

..................................................