Vikings

Os vikings foram um dos povos mais violentos da Idade Média, mas também se destacaram em outros campos, como a navegação marítima.

O deus Thor, filho de Odin, é uma das principais divindades dos vikings
O deus Thor, filho de Odin, é uma das principais divindades dos vikings
Por Cláudio Fernandes
PUBLICIDADE
  • Quem foram os vikings?

Os povos da Escandinávia, mais conhecidos como vikings, tiveram grande expressão entre os anos de 793 e 1066 d.C. Esses povos ficaram caracterizados por serem grandes navegadores – fator que lhes permitiram explorar regiões bastante distantes de suas terras de origem –, bem como pelo modo de atuar sobre as regiões aonde chegaram, isto é, devastação, saques e massacres constavam no seu modo de agir.

Alguns elementos da cultura viking acabaram povoando o imaginário popular e pop, como os seus deuses. Apesar de Odin ser o deus dos deuses na mitologia viking, o destaque maior ficou para seu filho, Thor, deus do trovão, que se tornou personagem de História em Quadrinhos.

  • Processo de expansão e encontro com a Cristandade

As embarcações em que os vikings viajavam eram chamadas de drakkars (“dragões”). Elas eram construídas à base de madeira flexível e em formato esguio, o que possibilitava “cortar” a água do mar com mais precisão e tornar a navegação mais rápida. Foi com essas embarcações que os vikings conseguiram conquistar regiões como parte da Grã-Bretanha, Islândia, Groenlândia e até mesmo uma pequenina porção do Canadá.

A região que ocuparam na Grã-Bretanha ficou conhecida como Danelaw, como aparece relatado em um dos documentos mais importantes da época, a Crônica Anglo-Saxônica. Foi contra os bretões – em especial, contra o rei Alfredo, de Wessex – que os vikings travaram suas mais expressivas batalhas, entre os anos de 892 e 896.

Segundo o historiador britânico Christopher Dawson, em sua obra Criação do Ocidente:

“[…] nunca houve uma guerra que ameaçasse tão diretamente a existência da cristandade ocidental; de fato, essa resistência cristã tem mais direito de receber o nome de cruzada que as próprias Cruzadas. A resistência obstinada aos ataques vikings forçou a incipiente ordem da cristandade ocidental a um terrível teste, cuja dureza e seriedade descartou tudo aquilo que era fraco e supérfluo, deixando apenas os elementos mais fortes e resistentes, habituados à insegurança e à violência. (DAWSON, Christopher. Criação do Ocidente: a Religião e a Civilização Medieval. Trad. Maurício Righi. p. 120.)

A cultura monástica que havia assentado bases profundas na Grã-Bretanha foi praticamente destruída na época das guerras contra os vikings, haja vista que os mosteiros (onde havia muitos utensílios feitos de metais preciosos, como ouro e prata) estavam sempre na mira dos saques vikings.

  • Leif Eriksson, “descobridor da América”

Um ponto importante a ser ressaltado sobre os vikings é o fato de um deles, Leif Eriksson, filho de Erik, o Vermelho, ter chegado ao Canadá por volta do ano 1000. Como dito, os vikings eram exímios navegadores, e Eriksson era um dos melhores. Ele já havia dominado a região da Groenlândia anos antes e decidiu partir com uma esquadra para oeste, em alto-mar. A investida deu certo. Logo Eriksson encontrou o que hoje é o extremo Norte do Canadá, ao qual os vikings deram o nome de Vinland. Os vestígios dos acampamentos vikings podem ser vistos hoje em dia no sítio arqueológico de L'Anse-aux-Méduses, Caverna das Medusas (Águas-vivas).


Por Cláudio Fernandes
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Vikings
Quais são as principais características desses povos?

..................................................

Eu lírico
Você sabe o que difere o eu lírico do autor literário?

..................................................