Curso de inglês: americano x britânico

Aluno de curso de inglês avançado é capaz de identificar sutilezas do idioma; diferenças linguísticas são facilmente percebidas pelo falante.

Inglês americano ou britânico, qual a melhor escolha?
Inglês americano ou britânico, qual a melhor escolha?
Por CCAA
PUBLICIDADE

 O poeta e dramaturgo britânico de origem irlandesa, Oscar Wilde, descreveu a América e a Inglaterra como "duas grandes nações divididas pelo mesmo idioma". Quando se pensa em curso de inglês, muitos alunos têm dúvidas a respeito de que tipo aprender: o britânico ou americano? Muitos argumentam que aprender o inglês dos Estados Unidos é melhor em razão da importância econômica do país. Outros preferem o inglês britânico, pois acreditam que é mais fácil de aprender.

No entanto, especialistas em língua estrangeira revelam que, antes de se fazer tal pergunta, o aluno precisa ter consciência de que compreender o que o outro está querendo dizer e ser entendido por ele é o fator principal.

É o que acontece conosco, pois, embora alfabetizados em português brasileiro, somos capazes de compreender o português europeu ou africano notando suas peculiaridades e diferenças.

Por isso, para quem está procurando o melhor curso de inglês, o mais importante é se certificar da qualidade e metodologia do ensino.

Conforme você avança no aprendizado do inglês, maior a habilidade para identificar eventuais variações linguísticas, diferenças fonéticas ou ortográficas, não importando se o inglês é britânico ou americano. Através de acompanhamento profissional e metodológico adequados, o falante poderá realizar interfaces entre palavras ou sentenças em ambas as formas. É importante lembrar também que, mesmo nos Estados Unidos ou Reino Unido, há uma diversidade de sotaques dependendo da região.

5 diferenças entre o inglês americano e britânico

  • Durante o aprendizado, através de áudios, textos diversos, música e literatura, você é capaz de detectar naturalmente sutilezas do idioma. Entre as diferenças entre o inglês britânico e americano, podemos destacar as seguintes:
     
  • Em certas ortografias há um detalhe que torna os vocábulos levemente distintos, com transposição de fonemas: center, fiber, meter (americano) X centre, fibre, metre (britânico).
     
  • Palavras terminadas em -or no inglês americano são grafadas com -our no inglês britânico: labor X labour, favor X favour, labor X labour. O empréstimo de palavras francesas, as relações históricas e a proximidade geográfica mantiveram a grafia afrancesada no inglês britânico.
     
  • O “a” em palavras como can’t e fast é pronunciado na parte de trás da boca por um falante nativo de inglês britânico (um som mais aberto). Já no inglês americano, ele é pronunciado na parte da frente, tornando o "a" mais anasalado.
     
  • Quanto à gramática: o uso de have got é exclusivo do inglês britânico (Have you got a car?). Já no americano, somente o have basta: Do you have a bike?
     
  • Palavras com finais em -ense em inglês americano são grafadas com -ence no inglês britânico: defense X defence, license X licence.

Por CCAA
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Neutrinos
Você sabia que essa partícula é muito abundante no universo?

..................................................

Much or many?
Aprenda a usar corretamente essas palavras em inglês.

..................................................