Números Romanos

Numerais romanos
Numerais romanos
Por Marcos Noé
PUBLICIDADE

Os Números Romanos foram criados na Roma Antiga, tendo como característica principal a representação de números por letras do próprio alfabeto. Observe as relações:

I – 1
V – 5
X – 10
L – 50
C – 100
D – 500
M – 1000


Com essas letras os romanos escreviam qualquer número relacionado à quantidade e identificação. O curioso desse sistema de numeração é a ausência do zero, ele não possuía uma letra correspondente.

Na utilização das letras para representação de valores, devemos respeitar algumas regras básicas.

As letras I, X, C e M são as únicas que podem ser repetidas no limite máximo de 3 vezes.

II – 2
III – 3
XXX – 30
XX – 20
CC – 200
CCC – 300
MM – 2000
MMM – 3000


As letras I, X e C são colocadas a esquerda de outra maior, visando estabelecer a diferença entre elas.
Obs.:
A letra I somente deve ser colocada antes das letras V e X
A letra X somente deve ser colocada antes das letras L e C
A letra C somente será utilizada antes da letra D ou M

IV → 5 – 1 = 4
IX → 10 – 1 = 9
XL → 50 – 10 = 40
XC → 100 – 10 = 90
CM → 1000 – 100 = 900
CD → 500 – 100 = 400


Se colocarmos as letras I, V, X e C a direita de outra maior, o número a ser representado será dado pela soma dos valores numéricos das letras.

VI → 5 + 1 = 6
VII → 5 + 2 = 7
VIII → 5 + 3 = 8
XII → 10 + 2 = 12
XXIII → 20 + 3 = 23
CXX → 100 + 20 = 120
MCC → 1000 + 200 = 1200



Na representação de números pertencentes à casa da milhar, utilizamos um traço horizontal sobre o número ou grupo de números, a fim de multiplicá-lo por mil. Observe:

Veja o valor do agrupamento das seguintes letras:

IV – 4
XIV – 14
LXVI – 66
XCIII – 93
CIII – 103
CLXXXVIII – 188
LXXIV – 74
CCCLXXX – 380
MMDCCCLXXXIII – 2883
CMXXIV – 924


Por Marcos Noé
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Teoria do Caos
Acesse e entenda o que essa curiosa teoria defende.

..................................................

Níveis tróficos
Conheça o papel de cada nível trófico na cadeia alimentar.

..................................................