Operações com conjuntos

Operações envolvendo conjuntos
Operações envolvendo conjuntos
PUBLICIDADE

As operações envolvendo conjuntos são de fundamental importância para o desenvolvimento de outras áreas da matemática, como a probabilidade, por exemplo; e para resolução de diversas situações-problema. Dentre as operações entre conjuntos, destacamos: a união, intersecção, diferença e complementar de um conjunto. Vejamos como efetuar cada uma delas.

1. União de conjuntos.

Dados dois conjuntos A e B, a união de A com B é o conjunto formado pelos elementos que pertencem ao conjunto A ou ao conjunto B.



Exemplo: Considerando os conjuntos A = {1, 3, 5, 7, 9, 11} e B = {8, 9, 10, 11, 12}, temos que:

A U B = {1, 3, 5, 7, 8, 9, 10, 11, 12}

2. Intersecção de conjuntos.

Dados dois conjuntos A e B, a intersecção de A com B é o conjunto formado pelos elementos que pertencem ao conjunto A e ao conjunto B. De uma forma mais simples, é o conjunto formado pelos elementos que são comuns aos dois conjuntos.

Exemplo 1: Seja A = {1, 3, 5, 7, 9, 11} e B = {8, 9, 10, 11, 12}, temos que:

A ∩ B = {9, 11}

Exemplo 2. A = {1, 3, 5, 7, 9, 11} e C = {2, 4, 6, 8, 10}

A ∩ C = ø, pois os dois conjuntos não apresentam elementos em comum.

A operação de intersecção apresenta algumas propriedades:

a) Propriedade reflexiva.
A ∩ A = A

b) Propriedade comutativa.
A ∩ B = B ∩ A

c) Propriedade associativa.
A ∩ (B ∩ C) = (A ∩ B) ∩ C

d) Propriedade distributiva.
A ∩ (B U C) = (A ∩ B) U (A ∩ C)
A U (B ∩ C) = (A U B) ∩ (A U C)

Graficamente, utilizando os diagramas de Venn, podemos representar a operação de intersecção da seguinte forma:

3. Diferença de conjuntos.

Dados dois conjuntos A e B, a diferença entre A e B é o conjunto formado pelos elementos de A que não pertencem a B.



Exemplo: A = {1, 3, 5, 7, 9, 11} e B = {8, 9, 10, 11, 12}

A – B = {1, 3, 5, 7}
B – A = {8, 10, 12}

4. Complementar de um conjunto.

Essa operação é um caso particular de diferença entre conjuntos. Considere dois conjuntos, A e B, sendo que B está contido em A  , ou seja, B é um subconjunto de A. O complementar de B em relação a A, representado por CAB, é a diferença A – B.

Exemplo: Sejam A = {2, 4, 6, 8, 10, 12, 14} e B = {4, 8, 12}, temos que:

CAB = A – B = {2, 6, 10, 14}


Por Marcelo Rigonatto
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Gráfico de Setores
Como um gráfico de setores deve ser feito? Confira mais!

..................................................

Verbo Pôr
Retire todas suas dúvidas em relação a esse verbo. Clique!

..................................................