Cinco hábitos que vão melhorar a sua redação

Dispensar o corretor ortográfico e criar oportunidades para treinar a escrita estão entre os cinco hábitos que vão melhorar a sua redação.

A leitura diária e a revisão dos textos escritos estão entre os cinco hábitos que vão melhorar a sua redação
A leitura diária e a revisão dos textos escritos estão entre os cinco hábitos que vão melhorar a sua redação
PUBLICIDADE

Escrever ou não escrever: eis a questão!

Brincadeiras à parte com a máxima shakesperiana, a resposta é: escrever. Não escrever não é uma opção para quem quer melhorar o desempenho acadêmico ou profissional (ou os dois, por que não?). Contudo, não basta sair por aí escrevendo tudo o que vem à cabeça, é preciso saber como escrever e como organizar as ideias no papel a fim de que o leitor possa compreendê-las integralmente. Bom seria se a modalidade escrita contasse com os mesmos recursos da modalidade oral, recursos que facilitam em muito a comunicação; mas como isso não é possível, existem algumas técnicas de redação capazes de transformá-lo(a) em um escritor competente.

Para melhorar a escrita, é fundamental que você conheça o código, isto é, a língua portuguesa. Assim, é preciso ficar atento às suas regras e entender como elas funcionam na prática, bem como é indispensável conhecer os elementos da textualidade. Para que você não precise decorar toda a gramática e todos os compêndios sobre a linguística textual, é preciso, antes de qualquer coisa, gostar de ler. Por meio da leitura, entramos em contato com a linguagem escrita e percebemos seu funcionamento, o que torna o aprendizado muito mais prazeroso e também eficiente. Para ajudá-lo(a) a ter uma relação de amor com suas próximas composições textuais, o Alunos Online vai falar sobre os cinco hábitos que vão melhorar a sua redação. Fique atento às dicas e bons estudos!

Dicas para melhorar a redação

Dica 1: Escolha o seu livro favorito.

Quer saber o que essa dica de redação tem a ver com o propósito deste artigo? Tudo! Sabe por quê? Porque você estará criando certa intimidade com a literatura, o que é muito bem-vindo para quem quer escrever melhor. Deixe o seu livro favorito sempre à mão e, quando possível, folheie suas páginas e leia alguns parágrafos. Faça isso todos os dias, certamente esse será o início de uma longa amizade com o universo das letras;

Dica 2: Escreva!

Nada de preguiça, afinal de contas, escrever bem exige dedicação. Isso significa que você deve criar situações que permitam o desenvolvimento da escrita, o que aos poucos o levará a resultados surpreendentes! Quando possível, substitua a modalidade oral pela modalidade escrita; deixe recadinhos, bilhetes; comece um diário, envie e-mails, ou seja, crie você mesmo as oportunidades para treinar. Dê preferência para a escrita à mão, pois esse exercício facilita o aprendizado linguístico, fato cientificamente comprovado;

Dica 3: Pense no leitor.

Se a sua intenção não é guardar a sete chaves aquilo que você escreve, lembre-se de quem vai ler sua redação. Para que o leitor compreenda adequadamente o que você escreveu, é fundamental que seu texto seja acessível e inteligível, elementos indispensáveis na modalidade escrita. Às vezes alguns errinhos passam despercebidos, o que poderia ser evitado se nos déssemos ao trabalho de revisar o que escrevemos, exercício simples e capaz de eliminar ambiguidades e erros ortográficos e sintáticos que comprometem a clareza textual;

Dica 4: Amplie os horizontes, estude coisas novas.

Quando não conhecemos o significado de uma palavra ou até mesmo quando não conhecemos sua grafia correta, o mais adequado é consultar um dicionário, certo? Parece óbvio, mas boa parte das pessoas despreza esse exercício. Para que assumir o risco de errar se você pode evitar a fadiga com o simples exercício de pesquisar? Hoje em dia temos acesso a todo tipo de conteúdo por meio da internet, e uma grande parcela da população já não precisa deslocar-se até uma biblioteca para consultar enciclopédias e demais livros físicos, pois todo esse trabalho pode ser feito em casa mesmo. Deixe a preguiça de lado e, sempre que bater aquela dúvida, pesquise! Certamente você descobrirá muito mais do que as respostas para as suas perguntas iniciais;

Dica 5: Quanto menor a dependência do corretor ortográfico, melhor.

Quer dizer então que não pode usar o corretor ortográfico, essa maravilhosa ferramenta que nos ajuda a evitar inúmeros vexames linguísticos? Claro que você pode, mas quanto menos você utilizá-lo, melhor. O corretor é muito útil, mas realiza um trabalho que deveria ser nosso! Qual foi a sua parcela de envolvimento para resolver aquela dúvida ortográfica que surgiu enquanto você escrevia? Nenhuma, você apenas acatou a observação feita pelo corretor, o que, convenhamos, não acrescentou quase nada para o seu conhecimento. Que tal consultar um dicionário ou uma gramática sempre que houver uma dúvida gramatical? Com o tempo, você perceberá que pode aprender muito mais assim.


Por Luana Castro Alves Perez
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Anuros
E aí, já ouviu falar sobre esses animais? Nosso portal explica!

..................................................

Dica de Matemática
Descubra as propriedades da desigualdade nas inequações.

..................................................