Dicas de Redação

Escrever um texto nem sempre é uma tarefa fácil, por isso algumas dicas de redação podem ser grandes aliadas para quem quer ser um escritor habilidoso com as palavras.

Escrever uma boa redação demanda tempo e bastante treino. Muitos aspectos devem ser respeitados, entre eles, a coerência e a coesão textual
Escrever uma boa redação demanda tempo e bastante treino. Muitos aspectos devem ser respeitados, entre eles, a coerência e a coesão textual
Por Luana Castro Alves Perez
PUBLICIDADE

Escrever uma redação pode ser um exercício muito complicado para muitas pessoas! Quando escrevemos, temos a oportunidade única de demonstrar todo nosso conhecimento linguístico através de argumentos e ideias coerentes e utilização dos mecanismos responsáveis por uma boa construção textual, como a coesão. Para afastar de vez todas as dúvidas que você possa ter em relação à escrita de um bom texto, o Alunos Online elaborou uma lista com dez dicas de redação simples e eficazes. Vamos aos estudos?

1. Quem lê mais, escreve melhor: Princípio básico para quem quer ser um bom escritor. Quando entramos em contato com os diversos gêneros e tipos textuais, temos a possibilidade de compreender na prática o funcionamento da língua, que muitas vezes não é contemplado nas gramáticas normativas. Portanto, leia mais!;

2. Treine a escrita: Você pode e deve ler bastante, mas não se esqueça de “colocar a mão na massa”! Escreva mais, pois, quando escrevemos, treinamos a escrita e percebemos facilmente aquilo que precisa ser aprimorado. Peça que uma pessoa com conhecimento específico na área (seu professor ou professora de Redação, por exemplo) leia seu texto e opine sobre os aspectos que possam ser melhorados;

3. Fique atento à coletânea de textos: No Enem e nos demais vestibulares, a coletânea de textos tem como principal função fornecer dados e argumentos para o candidato. Caso você tenha sido pego de surpresa com um tema que não domina bem, a coletânea está lá para ajudá-lo a inteirar-se sobre o assunto que deverá ser discutido;

4. Releia o seu texto: Não se esqueça de reler sua redação. Uma segunda leitura pode detectar possíveis erros, sejam eles gramaticais, de coerência ou de coesão. Organize seu tempo para que essa segunda leitura seja possível;

5. Cuidado com o tamanho do seu texto: Geralmente, um bom texto tem por volta de quatro a cinco parágrafos, estrutura que permite o bom desenvolvimento de todas as partes da redação (introdução, desenvolvimento e conclusão). Dessa forma, sua redação terá um tamanho médio: nem extensa, nem concisa demais;

6. Seja objetivo: Em uma dissertação-argumentativa, tipo de texto cobrado pelo Enem, por exemplo, a objetividade é essencial. Opte por uma linguagem mais direta, sem floreios e de fácil compreensão. Isso não quer dizer que você não possa lançar mão de todo seu vocabulário, apenas se certifique de que cada palavra ou expressão é de fato necessária em seu texto. Chavões e clichês, por exemplo, devem ser evitados, pois geralmente são vazios em sua significação;

7. Respeite o formato da redação: Isso significa que você deve obedecer às margens, fazer o recuo correto dos parágrafos e apresentar uma letra legível. Muitas redações deixam de ser corrigidas porque a letra do candidato, ou do aluno, impossibilita a leitura;

8. Atenção quanto ao uso do título: Nem sempre o título no início da redação é obrigatório. Caso ele seja expressamente cobrado, dê preferência às frases nominais, que costumam ser mais curtas;

9. Evite períodos longos: Para evitar períodos longos, que dificultam a compreensão e tornam a leitura enfadonha, pontue suas orações com maior frequência. Períodos longos, além de serem cansativos, podem deixar escapar graves problemas em relação à coerência e à coesão do seu texto;

10. Caso seja possível, comece sua prova pela redação: Não deixe sua redação por último, pois o nervosismo e a pressa podem prejudicar sua escrita. O ideal é que você organize seu tempo para que seu texto possa ser escrito com cautela e revisado ao final da composição. Geralmente os candidatos e alunos fazem um rascunho para só depois “passar o texto a limpo” — procedimento que deve ser acompanhado de atenção na hora de certificar se nenhuma palavra ou frase foi esquecida.

Lembre-se: Seguir nossas dicas não quer dizer que você não deva estudar a teoria sobre produção textual. As dicas ajudam a nortear os estudos, mas não podem ser tomadas como única alternativa. Ser um escritor hábil com as palavras demanda tempo e dedicação, por isso, mãos à obra e bons estudos!


Por Luana Castro Alves Perez
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Teoria do Caos
Acesse e entenda o que essa curiosa teoria defende.

..................................................

Níveis tróficos
Conheça o papel de cada nível trófico na cadeia alimentar.

..................................................