Diferenças entre a linguagem culta e a linguagem coloquial

Conhecer as diferenças entre a linguagem culta e a linguagem coloquial é importante para o aprimoramento das competências linguísticas dos falantes.

São dois os níveis de linguagem: a linguagem culta, que segue as regras gramaticais, e a linguagem coloquial, marcada pela informalidade
São dois os níveis de linguagem: a linguagem culta, que segue as regras gramaticais, e a linguagem coloquial, marcada pela informalidade
Por Luana Castro Alves Perez
PUBLICIDADE

Você já ouviu falar sobre os níveis de linguagem?

A língua é um código utilizado para elaborar mensagens, sendo, portanto, um dos mais eficientes meios para a comunicação entre os falantes. Os níveis de linguagem dizem respeito a duas modalidades da língua, ambas executadas em diferentes contextos comunicacionais. São elas:

→ Linguagem culta: Essa modalidade é responsável por representar as práticas linguísticas embasadas nos modelos de uso encontrados em textos formais. É o modelo que deve ser utilizado na escrita, sobretudo nos textos não literários, pois segue rigidamente as regras gramaticais. A norma culta conta com maior prestígio social e normalmente é associada ao nível cultural do falante: quanto maior a escolarização, maior a adequação com a língua padrão. Observe o exemplo:

Venho solicitar a clarividente atenção de Vossa Excelência para que seja conjurada uma calamidade que está  prestes a desabar em cima da juventude feminina do Brasil. Refiro-me, senhor presidente, ao movimento entusiasta que está empolgando centenas de moças, atraindo-as para se transformarem em jogadoras de futebol, sem se levar em conta que a mulher não poderá praticar este esporte violento sem afetar, seriamente, o equilíbrio fisiológico de suas funções orgânicas, devido à natureza que dispôs a ser mãe. Ao que dizem os jornais, no Rio de Janeiro, já estão formados nada menos de dez quadros femininos. Em São Paulo e Belo Horizonte também já estão se constituindo outros. E, neste crescendo, dentro de um ano, é provável que em  todo o Brasil estejam organizados uns 200 clubes femininos de futebol: ou seja: 200 núcleos destroçados da  saúde de 2,2 mil futuras mães, que, além do mais, ficarão presas a uma mentalidade depressiva e propensa aos exibicionismos rudes e extravagantes.

Coluna Pênalti. Carta Capital. 28 abr. 2010.

→ Linguagem coloquial: é aquela utilizada em nosso cotidiano nas situações em que o nível de formalidade é menor, portanto, requer menor adequação às regras gramaticais. A linguagem coloquial, ou linguagem popular, é mais dinâmica, sendo marcada por grande fluidez verbal, já que não existe a preocupação excessiva com a norma-padrão da língua. Nela são permitidos recursos expressivos da linguagem, como gírias, e pode ser mais facilmente encontrada nos textos literários, nos quais se admitem licenças poéticas. Observe um exemplo:

 

Até quando?

Não adianta olhar pro céu 
Com muita fé e pouca luta 
Levanta aí que você tem muito protesto pra fazer 
E muita greve, você pode, você deve, pode crer 
Não adianta olhar pro chão 
Virar a cara pra não ver 
Se liga aí que te botaram numa cruz e só porque Jesus 
Sofreu não quer dizer que você tenha que sofrer!


GABRIEL, O PENSADOR. Seja você mesmo (mas não seja sempre o mesmo).
 Rio de Janeiro: Sony Music, 2001 (fragmento).

São notáveis as diferenças entre a linguagem culta e a linguagem coloquial, contudo, isso não significa que exista uma modalidade superior à outra. Ambas, variedade padrão e não padrão, devem ser respeitadas e seus usos devem estar condicionados ao contexto comunicacional no qual o falante está inserido. Saber quando utilizar cada uma das linguagens faz do falante um poliglota do próprio idioma que sabe definir o momento adequado para adotar cada um dos níveis de linguagem. É preciso ressaltar que, embora o conhecimento das variedades linguísticas amplie nossas possibilidades de comunicação, é a norma culta que garante a manutenção da unidade linguística de um país.


Por Luana Castro Alves Perez
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Vikings
Quais são as principais características desses povos?

..................................................

Eu lírico
Você sabe o que difere o eu lírico do autor literário?

..................................................