Mau ou Mal, eis a questão

O uso de Mau ou Mal está relacionado à classe gramatical dessas palavras

O uso de MAU ou MAL sempre gera dúvida
O uso de MAU ou MAL sempre gera dúvida
Por Mariana Rigonatto
PUBLICIDADE

Leia atentamente os versos:

POEMA DA PURIFICAÇÃO

Carlos Drummond de Andrade

Depois de tantos combates
o anjo bom matou o anjo mau
e jogou seu corpo no rio.

 

 

Mal Nenhum
Cazuza

Eu não posso causar mal nenhum
A não ser a mim mesmo
A não ser a mim mesmo
A não ser a mim

Os versos mostram o emprego de MAU e MAL, palavras que sempre nos confundem quanto à situação adequada para usá-las, não é mesmo? Isso porque elas são palavras homófonas, ou seja, possuem a mesma pronúncia, mas escrita e sentido diferentes.

Voltando aos versos, é possível observar a diferença de sentido entre essas duas palavras. Veja:

o anjo bom matou o anjo mau” - mostrando que o oposto de mau com “U” é bom.

E

“Eu não posso causar mal nenhum” - Equivale dizer que eu causo BEM.

Como você deve ter percebido, os versos trazem o uso dessas palavras, mostrando claramente a classe gramatical a que cada uma pertence. Assim:

MAU – é um adjetivo, flexiona-se em gênero (feminino e masculino) e número (singular e plural), e tem como oposto o adjetivo BOM.

MAL – pode ser um substantivo, uma conjunção ou um advérbio, e opõe-se a palavra BEM.

Veja mais alguns exemplos!

→ Ela foi para casa porque estava passando mau (inadequado)
→ Ela foi para casa porque estava passando mal (adequado)

→ Você é um mal motorista (inadequado)
→ Você é um mau motorista (adequado)

→ João não sabe o mau que me fez (inadequado)
→ João não sabe o mal que me fez (adequado)

→ Fizemos um mal planejamento financeiro (inadequado)
→ Fizemos um mau planejamento financeiro (adequado)


Por Mariana Rigonatto
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Pôde ou pode?
Será que apenas uma das expressões está correta?

..................................................

Migrações
Revise os seus conhecimentos sobre esse assunto. Clique!

..................................................