Elementos radioativos

Urânio: utilizado na contrução de reatores nucleares
Urânio: utilizado na contrução de reatores nucleares
Por Líria Alves
PUBLICIDADE

Os elementos químicos são constituídos por átomos. Isótopos são átomos com o mesmo número atômico e diferente número de massa, eles contribuem para a formação dos elementos radioativos: os radioisótopos.
Os isótopos podem se classificar em radioativos e não-radioativos, veja os exemplos:

Urânio:

 238U92    235U92

Os isótopos do elemento Urânio possuem o mesmo número atômico, mas diferentes massas. O Urânio 235 é radioativo e é usado para construir os reatores nucleares e as bombas atômicas.

Hidrogênio:

1H 2H  3H1

O Hidrogênio com massa 1 é o mais abundante na natureza, este não é radioativo. O Hidrogênio com número de massa 2 é radioativo e dá origem às bombas de hidrogênio, já o Hidrogênio com massa 3, ocorre em quantidades menores e é também radioativo.

Cobalto:

59Co27     60Co27

O Cobalto com número de massa 59 é o isótopo natural, já o Cobalto 60 é fabricado de modo artificial pelo bombardeamento do isótopo 59 com nêutrons, é aplicado no tratamento de tumores.

Carbono:

12C6    14C6

O Carbono 12 é o mais comum, o Carbono 14 é um radioisótopo artificial, embora também exista na atmosfera. É denominado de contador radioativo do tempo, através da contagem da meia-vida do carbono (5.600 anos). Esse processo é útil para revelar a idade de plantas, múmias e fósseis.

Os isótopos estão sendo cada vez mais utilizados, e de formas variadas: na agricultura, na engenharia, na medicina, etc.


Por Líria Alves
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Religião viking
Que tal conhecer aspectos interessantes dessa religião?

..................................................

Estrangeirismo
Afinal, estrangeirismo é mesmo necessário? Leia o nosso artigo!

..................................................