Glúten - composição e fontes na alimentação

O glúten é uma proteína formada por duas outras proteínas (gliadina e glutenina) e está presente no trigo, cevada, malte, centeio, aveia e seus derivados.

Aviso informando que alimento não contém glúten
Aviso informando que alimento não contém glúten
Por Jennifer Rocha Vargas Fogaça
PUBLICIDADE

A imagem acima mostra o aviso “Sem glúten”. Você com certeza já deve ter visto esse tipo de informe nos rótulos de alguns alimentos. Mas por que essa preocupação tão grande com o glúten? O que ele é? Qual sua composição? E por que é tão evitado?

* Composição química:

O glúten é uma proteína formada pela união de duas outras proteínas, a gliadina e a glutenina. As proteínas são polímeros (macromoléculas) naturais formados pela condensação de aminoácidos, que, por sua vez, como o próprio nome indica, são substâncias orgânicas constituídas por um grupo amino (RNH2) e um grupo carboxílico (R1CO2H) unidos por ligações peptídicas.

Esse peptídeo é um fragmento de digestão do glúten de trigo
Esse peptídeo é um fragmento de digestão do glúten de trigo

* Fontes na alimentação:

O glúten, muitas vezes, é mencionado como “glúten de trigo” porque o trigo é realmente a sua principal fonte na alimentação. Mas ele também está presente na cevada, centeio, malte e aveia, bem como em seus derivados, como pães, tortas, bolos, macarrão, cerveja, pizzas, biscoitos etc. Está presente também em achocolatados, queijos, embutidos e chocolates.

Fontes de glúten na alimentação
Fontes de glúten na alimentação

* Propriedades:

O glúten é interessante na preparação dos alimentos porque é ele que dá volume e elasticidade a eles. Ele possui uma grande capacidade de absorção de água, formando aquela liga estástica da farinha úmida que a torna apta para modelagem e para ser usada na fabricação de produtos para panificação. Ao sovar a massa, a glutenina e a gliadina são levadas a interagir, formando o glúten em finas camadas que se comportam como uma espécie de balão de borracha. Assim, no momento da fermentação do pão, quando é liberado o gás dióxido de carbono (CO2), esse gás faz esses “balões elásticos” de glúten expandirem-se e é isso o que faz o pão crescer.

O glúten é o responsável pela elasticidade da massa da farinha de trigo
O glúten é o responsável pela elasticidade da massa da farinha de trigo

* Malefícios:

O glúten deve ser totalmente evitado por pessoas que possuem a doença celíaca, pois elas têm hipersensibilidade a esse composto, que pode ser resultado de uma alergia ou intolerância ao glúten. Quando o glúten chega ao intestino do celíaco, ele é considerado como um invasor e há grande produção de linfócitos intraepiteliais, que funcionam como anticorpos contra o glúten. No entanto, eles acabam atuando sobre as vilosidades (espécies de braços) do intestino, inflamando-os e atrofiando-os.

O resultado é que a pessoa passa a ter diarreia crônica e os nutrientes não são captados, provocando desidratação e graves deficiências nutricionais, em virtude da não digestão dos carboidratos, vitaminas, ferro e cálcio, que são descartados com as fezes. Outros sintomas variados que alguns podem apresentar são dor abdominal, vômitos, prisão de ventre crônica, anemia, constipação crônica, irritabilidade, fadiga, enxaqueca, dermatite e outras inflamações.

Pesquisas revelaram que há um grande número de portadores da doença celíaca e, por isso, existe a grande preocupação em colocar nos rótulos dos alimentos o aviso “não contém glúten” ou “contém glúten”. Para se ter uma ideia, uma pesquisa feita em 2007 revelou que 1 em cada 214 pessoas sofria com essa doença.

Para esses, o consumo de alimentos que contém glúten deve ser evitado para o resto da vida, pois, infelizmente, essa doença não tem cura até o momento. Agora, para os demais indivíduos que não são celíacos, o glúten não faz mal se for consumido normalmente.

Mas existem algumas pessoas que deixam de se alimentar de glúten porque dizem que isso causa o emagrecimento. Será mesmo verdade? Leia o texto abaixo e descubra:

- Dieta sem glúten pode ajudar a emagrecer?


Por Jennifer Rocha Vargas Fogaça
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Algas
Estude os diversos aspectos que caracterizam esses organismos.

..................................................

Força de atrito
Fique por dentro dos diferentes tipos de força de atrito.

..................................................