O Sol pode ter fim?

A fonte de energia que mantém o Sol vivo são as reações de fusão em seu núcleo
A fonte de energia que mantém o Sol vivo são as reações de fusão em seu núcleo
Por Jennifer Rocha Vargas Fogaça
PUBLICIDADE

Essa é realmente uma pergunta intrigante e importante; afinal de contas toda a vida no planeta Terra depende da existência do Sol. Mas para respondermos a essa pergunta, temos que descobrir primeiro o que mantém o Sol “vivo”.

A fonte de energia do Sol são reação nucleares de fusão. Há uma fusão de núcleos de átomos mais leves, isto é, há a colisão e junção desses núcleos, formando núcleos maiores. No Sol, numa série de reações nucleares, quatro isótopos de hidrogênio-1 são fundidos dentro de um hélio-4 com a liberação de uma tremenda quantidade de energia. As fusões são acompanhadas de emissão de outras radiações, como mostrado na representação a seguir da reação nuclear que ocorre no Sol:

12H + 11H →12H +10e+ + 01n

11H + 12H →23He +00γ

O processo de fusão precisa de uma energia de ativação bastante alta, por isso são necessárias elevadíssimas temperaturas, sendo que o calor será consumido para dar início à essa reação. O núcleo do Sol é, então, o lugar ideal para esse tipo de reação. A temperatura estimada de energia emanada do Sol, que é de 106 a 107 ºC, se deve à essas reações de fusão nuclear.

Portanto, resumidamente, o Sol gera energia por meio de fusão nuclear do hidrogênio, combinando átomos de hidrogênio para criar hélio e emitir energia. O Sol transforma, em seu núcleo, várias centenas de milhões de toneladas de hélio, a cada segundo.

Porém, o que ocorreria se o hidrogênio do núcleo, usado nessa reação de manutenção da vida do Sol, acabasse?

Bom, isso realmente pode ocorrer, pois de maneira gradual passará a haver mais hélio do que hidrogênio no núcleo e, por fim, todo o hidrogênio do núcleo será consumido. O hidrogênio incandescente irá aos poucos se deslocar para fora do Sol, o que causará uma tremenda instabilidade no seu interior. Com isso, o Sol irá se expandir, inchar, formando uma fria estrela gigante vermelha. Com essa expansão a Terra sofrerá e o Sol irá engolfar a órbita da Terra.

Por um pequeno período, o Sol voltará a realizar reações de fusão do hélio, para gerar mais energia. Depois de poucos milhões de anos o hélio também irá acabar, e ele seguirá o mesmo processo do hidrogênio, sendo que o Sol inchará novamente, tornando-se então uma estrela vermelha gigante.

Visto que os elementos em seu interior serão muito pesados, o Sol não terá energia suficiente para queimá-los, e, com o passar do tempo, a expansão continuará até que as camadas exteriores da sua atmosfera se dividam restando apenas o núcleo do Sol, que será uma estrela anã branca e densa, que irá se esfriar aos poucos.

Estima-se que todo esse processo demore cerca de 5 000 milhões de anos para acontecer, o que é aproximadamente o dobro da idade atual do Sol.


Por Jennifer Rocha Vargas Fogaça
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Soluções
Revise os seus conhecimentos sobre tipos de soluções.

..................................................

Olho humano
Conheça os nomes das estruturas que formam os olhos.

..................................................