Solubilidade dos sais

A solubilidade dos sais está relacionada com a capacidade desse composto de se dissolver em água.

O cloreto de sódio é um sal solúvel em água
O cloreto de sódio é um sal solúvel em água
Por Diogo Lopes Dias
PUBLICIDADE

Sais são substâncias de caráter iônico formadas pela ligação de um metal com um ametal. O seu representante mais conhecido é o cloreto de sódio (NaCl). A fórmula química de um sal pode ser representada de forma genérica por:

XY

X é um cátion originado a partir de um metal e Y é um ânion qualquer (simples ou composto).

Neste texto vamos dar ênfase na solubilidade dos sais, que, muitas vezes, é atribuída a eles de forma errada. Como o cloreto de sódio é utilizado diariamente, as pessoas pensam que todo sal se dissolve em água como ele, mas não é bem assim.

Em relação à solubilidade, os sais podem ser:

  • Solúveis (aqueles que apresentam boa solubilidade em água);

  • Praticamente insolúveis (aquele que apresentam baixíssima solubilidade em água).

Para identificar se um sal é solúvel ou praticamente insolúvel, é interessante conhecer a tabela referente à solubilidade dos sais. Nela temos a relação entre os possíveis cátions e ânions que formam um sal.

Tabela de solubilidade para sais relacionando ânion e cátion
Tabela de solubilidade para sais relacionando ânion e cátion

Veja alguns exemplos de classificação de sais em relação à solubilidade.

Exemplo 1: Fosfato de chumbo II [Pb3(PO4)2]

Sal praticamente insolúvel

O sal recebe essa classificação quanto à solubilidade porque o elemento Chumbo (Pb) pertence à família IVA e o ânion fosfato (PO4-3) só forma sal solúvel quando apresenta o cátion amônio (NH4+) ou elemento da família IA.

Exemplo 2: Carbonato de sódio (Na2CO3)

Sal solúvel

O sal recebe essa classificação quanto à solubilidade porque o elemento Sódio (Na) pertence à família IA e o ânion carbonato (CO3-2) só forma sal solúvel quando apresenta o cátion amônio (NH4+) ou elemento da família IA.

Exemplo 3: Sulfato de cálcio (CaSO4)

Sal praticamente insolúvel

O sal recebe essa classificação quanto à solubilidade porque o metal presente nele é o Cálcio (Ag). Além disso, o ânion sulfato (SO4-2) forma sal praticamente insolúvel sempre que está acompanhado de um dos seguintes cátions: Ag+1, Pb+2, Hg2+2, Cu+1 e os da família IIA (menos o elemento Magnésio).

Exemplo 4: Nitrato de ferro III [Fe(NO3)3]

Sal solúvel

O sal recebe essa classificação quanto à solubilidade porque o ânion nitrato (NO31) só forma sal solúvel, independentemente do cátion do qual ele estiver acompanhado.

Exemplo 5: Cloreto de prata (AgCl)

Sal praticamente insolúvel

O sal recebe essa classificação quanto à solubilidade porque o metal presente nele é a Prata (Ag) e o ânion cloreto (Cl-1) forma sal praticamente insolúvel sempre que está acompanhado de um dos seguintes cátions: Ag+1, Pb+2, Hg2+2 e Cu+1.

Exemplo 6: Acetato de magnésio [Mg(H3C2 O2 )2].

Sal praticamente solúvel

O sal recebe essa classificação quanto à solubilidade porque o metal presente nele é o Magnésio (Mg) e o ânion acetato (H3C2 O2 -1) forma sal praticamente insolúvel sempre que está acompanhado de um dos seguintes cátions: Ag+1 e Hg2+2.


Por Diogo Lopes Dias
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Pôde ou pode?
Será que apenas uma das expressões está correta?

..................................................

Migrações
Revise os seus conhecimentos sobre esse assunto. Clique!

..................................................