Sistema educacional brasileiro

A Lei de Diretrizes e Bases (LBD) regulariza o sistema educacional brasileiro, estipulando as responsabilidades de cada entidade do Estado.

A organização do sistema educacional brasileiro foi estipulada pela LDB de 1996
A organização do sistema educacional brasileiro foi estipulada pela LDB de 1996
Por Lucas de Oliveira Rodrigues
PUBLICIDADE

O sistema educacional de um país regulamenta as responsabilidades das instituições públicas e privadas de educação em relação aos seus direitos, deveres e diretrizes. No Brasil, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB), aprovada em 1996, é a que regulamenta as atividades ligadas à educação e atribui responsabilidade para as entidades legais do Estado para que este regulamente as estipulações firmadas em lei.

Com a aprovação da LDB de 1996, uma nova organização da educação nacional surgiu. Estabeleceu-se a existência dos sistemas federal, estadual e municipal de ensino, os quais teriam responsabilidades próprias ou compartilhadas entre si, devendo organizar-se em regime de colaboração. São três conjuntos que, pelas determinações da Lei, articulam-se em um conjunto maior nos campos do planejamento, do financiamento, da gestão e da avaliação, sendo responsabilidade da União coordená-los.

À União foi determinado a coordenação da política nacional de educação, articulando os sistemas de ensino e “... exercendo função normativa, redistributiva e supletiva em relação às demais instâncias educacionais” (art. 8º). Outras atribuições delegadas à União estão enumeradas no artigo 9º dessa Lei, como a elaboração do Plano Nacional de Educação, em consonância com estados e municípios. Além disso, a União ficaria responsável pela fiscalização, organização e manutenção das instituições de ensino superior.

Quanto ao Estado, ficou determinado que ele seria responsável por organizar, manter e desenvolver os órgãos e instituições oficiais dos seus sistemas de ensino em cooperação com os municípios. O intuito é a oferta de ensino fundamental e, com prioridade, o ensino médio para as regiões que estão sob sua jurisdição. Sua função também é garantir que suas ações e as de seu município estejam voltadas para os mesmos interesses, elaborando normas e legislações para assegurar o total funcionamento de seu sistema de ensino.

Aos municípios coube a responsabilidade de manter e desenvolver instituições de ensino integradas às políticas educacionais da União e dos estados. Devem, então, distribuir seus estabelecimentos de ensino de forma a atender a maior parte possível da população e garantir seu funcionamento pleno. Os municípios têm ainda a possibilidade de estabelecer normas complementares em seu sistema de ensino desde que sejam concordantes com as estipulações firmadas pela LDB vigente. Fica ainda de responsabilidade do município oferecer a educação infantil em creches e pré-escolas, bem como, e com prioridade, o ensino fundamental, podendo atuar em outros níveis de ensino somente quando as necessidades de sua área de competência forem satisfeitas.

A estruturação trazida pela nova LDB de 1996 buscou construir a base de um sistema educacional sólido com o objetivo de proporcionar os meios de formação educacional de forma igualitária e plena. Entre suas diretrizes, o artigo 2° estipula: “A educação, dever da família e do Estado, inspirada nos princípios de liberdade e nos ideais de solidariedade humana, tem por finalidade o pleno desenvolvimento do educando, seu preparo para o exercício da cidadania e sua qualificação para o trabalho”. Ainda que estejamos distantes de alcançar a plenitude do que a lei estabelece, é importante que esse primeiro passo, ainda que tardiamente, seja dado.


Por Lucas de Oliveira Rodrigues
DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Herbário
Os herbários são importantes no estudo da biodiversidade?

..................................................

Neblina
Afinal, o que é a neblina e como ela se forma? Leia aqui!

..................................................