Alunos Online


Ágar-ágar

O ágar-ágar é um produto extraído das algas vermelhas agarófitas e destaca-se por seu uso como meio de cultura, aditivo de alimentos e em dietas.

O ágar-ágar, também chamado de ágar ou agarose, é um produto extraído de algumas espécies de algas marinhas vermelhas (Rodophyta). Esse produto é o ficocolóide de utilização mais antiga que se tem registro. Os ficocolóides são substâncias mucilaginosas retiradas de algas e apresentam um comportamento interessante em solução aquosa, formando substâncias viscosas ou géis que lembram a gelatina. Quando a temperatura cai, essas substâncias tornam-se sólidas.

As algas que apresentam o ágar-ágar são denominadas de agarófitas e, nesses organismos, o ágar ocorre como um carboidrato estrutural da parede celular. As agarófitas possuem diferentes teores do produto, que estão relacionados com as condições do mar. As espécies do gênero Gracilária são as mais abundantes para a produção do ágar.

→ Utilização do ágar-ágar

O ágar-ágar é usado principalmente como meio de cultura para organismos como bactérias e fungos. Uma particularidade desse material é que a grande maioria dos micro-organismos não conseguem digeri-lo, o que o torna extremamente importante para a Microbiologia. Além disso, é um meio de cultura sólido e, por isso, facilita a identificação e o isolamento de culturas puras.

Além do uso como meio de cultura, o ágar-ágar apresenta importante função como aditivo em vários alimentos. Por causa de suas propriedades, é utilizado na produção de lácteos, doces, bebidas e vários outros alimentos.

Podemos citar ainda sua utilização na industria farmacêutica e de cosméticos, em que é usado na fabricação de comprimidos e cápsulas, cremes, loções, batons e desodorantes. O ágar pode ser usado ainda em próteses dentárias, na preparação de tecidos, para dar resistência a alguns tipos de papel, na fotografia, na produção de películas, entre várias outras aplicações.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

→ Dieta Kanten

A dieta Kanten surgiu na Ásia e utiliza o ágar-ágar como base. Essa dieta baseia-se no fato de que o ágar aumentar consideravelmente seu tamanho após ingerido por causa da absorção de água. Com isso, a pessoa sente-se saciada e não ingere tantos alimentos durante uma refeição.

A utilização do ágar em dietas, além de garantir a saciedade, promove a ingestão de muitas fibras, uma vez que o produto é composto por cerca de 90% desse material. As fibras são muito importantes para o funcionamento do intestino. Vale destacar também que o ágar não possui calorias e, portanto, não colabora no aumento de peso.

A United States of America Food and Drug Administration (FDA), órgão dos Estados Unidos responsável pela supervisão e controle de alimentos e medicamentos, acredita não haver motivos para barrar o uso do ágar-ágar por se tratar de um produto geralmente reconhecido como seguro. A FDA salienta, no entanto, que não é possível prever os perigos de um consumo significativo dessa substância.

O ágar-ágar é um produto obtido a partir de algas marinhas vermelhas

O ágar-ágar é um produto obtido a partir de algas marinhas vermelhas

Por: Vanessa Sardinha dos Santos