Alunos Online


Aracnídeos

Os aracnídeos são animais do filo Arthropoda que apresentam quatro pares de patas, corpo dividido em cefalotórax e abdome e ausência de antenas.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos Os escorpiões são artrópodes pertencentes ao grupo dos aracnídeos

Os escorpiões são artrópodes pertencentes ao grupo dos aracnídeos

Os artrópodes são um filo que apresenta patas articuladas, corpo metamerizado e um exoesqueleto quitinoso. Além disso, esses animais apresentam características como simetria bilateral, celoma e três folhetos embrionários.

Dentre os artrópodes, podemos destacar os aracnídeos (classe Arachnida), uma classe incluída dentro do grupo dos quelicerados que é conhecida por apresentar quelíceras, estruturas relacionadas com a captura de alimentos. O grupo dos aracnídeos não inclui apenas as aranhas, possui também como representantes os escorpiões, carrapatos e ácaros.

Os aracnídeos apresentam corpo dividido em cefalotórax e abdome, além de não possuírem antenas. Detêm quatro pares de patas, sendo que todos estão localizados na região do cefalotórax. Nesses animais é possível encontrar também os pedipalpos, que estão relacionados com a função sensorial e reprodutiva.

Nas aranhas, é possível observar uma característica interessante na região do abdome, as fiandeiras. Essas estruturas estão associadas às glândulas responsáveis pela produção de seda e permitem a algumas espécies tecerem grandes teias.

Observe o esquema da anatomia de uma aranha
Observe o esquema da anatomia de uma aranha

Muitas espécies de aracnídeos respiram através de pulmões foliáceos, também conhecidos por filotraqueias. Outros representantes, no entanto, possuem respiração traqueal. Dependendo da espécie, a excreção é feita por túbulos de Malpighi ou por glândulas coxais. Os aracnídeos são animais dioicos e apresentam fecundação interna e desenvolvimento direto.

Alguns aracnídeos, tais como aranhas e escorpiões, são capazes de inocular veneno, sendo, portanto, animais peçonhentos. As aranhas conseguem colocar veneno na vítima através de ferrões localizados em suas quelíceras. Os escorpiões, por sua vez, inoculam a peçonha através do aguilhão presente na cauda.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

No Brasil, os acidentes com escorpiões envolvem o gênero Tityus, em especial a espécie T. Serrulatus, que é responsável pelos casos mais graves. Geralmente os sintomas envolvem sudorese, náuseas, vômito, diarreia, dor abdominal e agitação. Em casos mais graves, há problemas como arritmia cardíaca, edema pulmonar e choque. No que diz respeito às aranhas que causam acidentes em nosso país, podemos destacar a armadeira (gênero Phoneutria), a aranha-marrom (gênero Loxosceles) e a viúva-negra (Gênero Latrodectus).

Acidentes com esses animais podem ser facilmente evitados. Leia algumas dicas a seguir:

- Mantenha sempre seu quintal e jardim limpo, evitando o acúmulo de lixo, tijolos, telhas e outros entulhos;

- Antes de usar roupas ou calçados, verifique se não há a presença de nenhum desses animais. É importante também observar roupas de cama, cortinas e quadros;

- Plantas podem abrigar diversas espécies de animais, incluindo alguns aracnídeos. Sendo assim, evite deixar o gramado muito alto e plantas com folhagens densas;

- Lixo acaba atraindo insetos que servem de alimento para aracnídeos, sendo assim, mantenha sempre a casa limpa.

Caso seja picado por algum aracnídeo, procure imediatamente ajuda médica.