Alunos Online


Câncer de boca

O câncer de boca desenvolve-se com mais frequência em pessoas que fazem uso de cigarro e álcool.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos O uso de cigarro está relacionado com a ocorrência de câncer de boca

O uso de cigarro está relacionado com a ocorrência de câncer de boca

O câncer pode atingir qualquer parte do nosso corpo. Por essa razão, devemos ter em mente que todo nosso organismo precisa de cuidados especiais, todavia, acabamos negligenciando algumas partes. Apesar de pouco explorado pela mídia, o câncer de boca é um problema sério e merece a mesma atenção dada para os cânceres de mama, próstata, pulmão e colo do útero.

A denominação câncer de boca é usada para indicar os tumores que surgem no lábio e na cavidade oral. O câncer de lábio, que está relacionado com a exposição à radiação solar, é comum principalmente em pessoas de pele clara e atinge com mais frequência o lábio inferior. Já o câncer que atinge a cavidade oral tem relação direta com dois hábitos de vida nada saudáveis: o tabagismo e o etilismo.

O hábito de fumar expõe nosso corpo a uma média de 4.700 substâncias tóxicas, sendo que 60 delas apresentam relação com o surgimento de neoplasias malignas. Além dessas substâncias, o calor da fumaça prejudica diretamente as mucosas e contribui para o desenvolvimento do câncer. O risco de desenvolvimento de câncer de boca está relacionado com o número de cigarros fumados por dia e o tempo de vício. No que diz respeito ao etilismo, os riscos também aumentam de acordo com o consumo, sendo assim, quanto maior a regularidade do uso de bebidas alcoólicas, maiores são as chances de ser acometido por esse tipo de neoplasia.

Dentre os fatores de risco para aparecimento do câncer de boca, destacam-se, além do fumo e uso do álcool, idade superior a 40 anos, falta de cuidado com a higiene bucal, infecções por HPV, próteses dentárias não ajustadas adequadamente e dietas ricas em gordura e pobres em proteínas, vitaminas e minerais. Vale destacar também que a maior incidência é em pessoas do sexo masculino.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os sinais e sintomas do câncer de boca são poucos específicos, mas merecem atenção especial se persistirem por um tempo superior a duas semanas. Veja a seguir alguns dos principais sintomas dessa neoplasia:

Lesões na boca que não cicatrizam;

Áreas avermelhadas e esbranquiçadas nas regiões da língua, gengivas, céu da boca e interior das bochechas;

Sensação de que algo está preso na garganta;

Caroços na região do pescoço;

Dificuldade para alimentar-se e mover a língua e mandíbula;

Inchaço que impede a colocação de dentadura ou prótese.

Observados esses sintomas por mais de duas semanas, deve-se procurar imediatamente um médico ou dentista para que as causas sejam analisadas. Vale destacar que nem sempre esses sintomas indicam um câncer, porém é importante uma avaliação para que seja realizado um diagnóstico precoce.

Assim que confirmado o diagnóstico, deve-se imediatamente iniciar o tratamento, que dependerá da condição do paciente e do estádio da doença. Normalmente se recomenda que seja feita cirurgia ou radioterapia. Essas duas técnicas podem também ser usadas em associação.

Para prevenir-se do câncer de boca, é fundamental cuidar bem da saúde. Alimentar-se de frutas e verduras, por exemplo, ajuda a diminuir as chances de ocorrência desse câncer. Além disso, prevenir-se contra o HPV, realizando sexo oral apenas com proteção, evitar exposição exagerada ao sol, não fazer uso de bebidas alcoólicas e não fumar são pontos importantes para evitar essa grave doença.

Artigos Relacionados