Alunos Online


Câncer de mama

Por: Paula Louredo Moraes O autoexame das mamas é uma das formas de prevenção do câncer de mama

O autoexame das mamas é uma das formas de prevenção do câncer de mama

O câncer de mama é o tipo de câncer mais comum entre as mulheres. É o segundo tipo de câncer mais frequente em todo o mundo e a terceira maior causa de morte entre as mulheres. Causado pela divisão e reprodução desordenada das células das mamas, o câncer de mama mais comum é o que atinge os ductos mamários, sendo chamado de carcinoma ductal. O tipo de câncer de mama chamado de carcinoma lobular é um tipo menos comum, podendo atingir as duas mamas. O carcinoma inflamatório é um tipo de câncer raro que se apresenta de forma agressiva, comprometendo toda a mama. Todos os tipos de câncer de mama são tratáveis; mas se seu diagnóstico for precoce, as chances de sobrevivência são bem maiores.

A incidência do câncer de mama é mais comum em mulheres com idade acima de 50 anos, mas a prevenção para esse tipo de câncer deve começar em mulheres acima de 35 anos. Mulheres abaixo dessa idade raramente apresentam câncer de mama.

O câncer de mama pode acometer qualquer mulher, e suas causas ainda são desconhecidas. Mas algumas mulheres apresentam maiores chances de desenvolver esse tipo de câncer, por apresentarem os seguintes fatores:

  • Nunca ter tido filhos;
  • Ter engravidado após os 35 anos de idade;
  • Ter menstruado muito cedo ou ter parado de menstruar muito tarde;
  • Ter histórico de câncer de mama na família;
  • Fazer uso excessivo de álcool;
  • Ser fumante;
  • Exposição à radiação ultravioleta;

Ainda não há comprovação científica de que o uso de pílulas anticoncepcionais causa câncer de mama, mas acredita-se que mulheres que utilizaram pílulas com altas doses de estrogênio, ou que utilizaram anticoncepcionais por tempo prolongado, ou em idade precoce, apresentam maiores chances de desenvolver a doença.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Na maioria das mulheres, o câncer de mama pode se apresentar como um pequeno nódulo no seio, mas pode haver outros sintomas, como:

  • Alterações na pele do seio, como mudanças de cor, enrugamento da pele;
  • Secreção no mamilo;
  • Nódulos nas axilas;
  • Mudança no tamanho ou formato do seio;

Quando o câncer de mama for do tipo carcinoma inflamatório, a mama aumenta rapidamente de volume, ficando quente e vermelha. Nos casos em que o câncer estiver bem adiantado, pode aparecer uma ferida na pele do seio.

O diagnóstico precoce dessa doença é a melhor forma para sobreviver a ela. Mulheres com histórico de câncer de mama na família devem procurar um médico e começar a prevenção da doença a partir dos 35 anos. A prevenção pode ser feita através de autoexame das mamas, exame clínico das mamas realizado por um médico ou enfermeira e realização de mamografia.

Se o câncer de mama for detectado, o tratamento será escolhido após inúmeros exames, e irá depender do tipo e do tamanho do nódulo, e se ele sofreu metástase, ou seja, se se estendeu para outras partes do corpo. A retirada do tecido cancerígeno, parte da mama, ou da mama inteira dependerá da localização do tumor e do resultado estético da cirurgia. Após a cirurgia, o médico pode indicar a radioterapia, que é um tratamento no qual se aplicam raios para eliminar toda e qualquer célula cancerígena que tenha ficado no tecido.

Dependendo do avanço da doença, o médico pode indicar quimioterapia (tratamento com medicamentos intravenosos que matam as células malignas) ou hormonioterapia (tratamento com medicações que bloqueiam a ação de hormônios que podem causar esse tipo de câncer).

Artigos Relacionados