Alunos Online


Câncer de próstata

O câncer de próstata é inicialmente assintomático, por isso é necessário acompanhamento médico constante para a realização de um diagnóstico precoce.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos  Realize consultas periódicas com seu urologista

Realize consultas periódicas com seu urologista

A próstata é uma glândula do sistema genital masculino localizada na pelve do homem que é responsável por produzir fluidos que compõem o sêmen. Assim como todo órgão e tecido do corpo, a próstata pode sofrer alterações na divisão de suas células, gerando um tumor, que pode ser benigno (hiperplasia prostática benigna) ou maligno (câncer de próstata).

O câncer de próstata é um tumor muito frequente em homens com idade superior a 60 anos, sendo considerado o segundo tipo mais comum entre pessoas do sexo masculino. Esse câncer, que é inicialmente assintomático, é responsável por um grande número de mortes todos os anos. Isso se deve, principalmente, ao fato de que grande parte dos homens sente-se incomodada com a realização dos exames de rotina.


Algumas vezes o aumento da próstata é benigno.

Os exames devem ser realizados anualmente em homens com idade superior a 45 anos e naqueles que possuem mais de 40 anos e apresentam casos de câncer de próstata na família. Para identificar essa doença, são realizados um exame de sangue (dosagem do antígeno prostático específico – PSA) e um exame físico. Esse último, conhecido como toque retal, é o mais temido pelos homens, entretanto, o exame é extremamente importante e deve ser realizado. Apesar de o exame de sangue ser importante no diagnóstico, existem casos em que ele apresenta-se normal mesmo em homens com a doença.


Observe a ilustração demonstrando a evolução do câncer de próstata.

Como dito anteriormente, esse câncer é silencioso e muitas vezes só é descoberto em estádios avançados da doença. Quando os sintomas do câncer de próstata surgem, normalmente são: dificuldade para urinar, fluxo urinário fraco ou interrompido, vontade de urinar várias vezes durante o dia, sensação de não esvaziar a bexiga, perda do controle da bexiga, impotência, sangue no líquido seminal e na urina, dores nos ossos, infecções generalizadas e insuficiência renal. É importante ressaltar que esses sintomas também aparecem em casos benignos, portanto, caso o paciente apresente algum deles, não quer dizer necessariamente que ele esteja com câncer.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O tratamento do câncer de próstata dependerá de vários fatores, tais como a idade, estádio da doença e estado físico do paciente. As alternativas para o tratamento são cirurgia, radioterapia e a braquiterapia, que podem ser realizadas isoladamente ou em associação. Quando o câncer já está disseminado pelo corpo, realiza-se terapia endócrina e hormonal. Vale destacar que a doença apresenta cura em 80% dos casos quando descoberta precocemente.

O motivo pelo qual o câncer de próstata surge no homem ainda é desconhecido, entretanto, acredita-se que fatores genéticos, hormonais, ambientais e os hábitos alimentares possuem relação direta com o surgimento dessa neoplasia. Não existem medicamentos ou alguma vacina que ajudem a proteger contra esse tipo de câncer, todavia, bons hábitos de vida diminuem sua incidência. Dentre esses hábitos, podemos destacar uma alimentação saudável, com pouca quantidade de gordura animal e rica em vegetais. Vale destacar que fazer exercícios físicos, manter o peso adequado e reduzir o consumo de álcool também ajudam na prevenção.

Importante: Homens, fiquem atentos aos sinais do seu corpo e realizem exames de rotina. O não tratamento do câncer de próstata pode provocar a disseminação dessa neoplasia, causando tumores em outros órgãos.

Artigos Relacionados