Alunos Online


Câncer de pulmão

O câncer de pulmão é o tumor com a maior taxa de mortalidade no mundo e está normalmente relacionado com o uso de cigarros.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos O câncer de pulmão é altamente letal, sendo assim, fique atento aos sintomas

O câncer de pulmão é altamente letal, sendo assim, fique atento aos sintomas

O câncer de pulmão é hoje um dos tipos mais comuns de câncer, sendo o maior responsável por mortes relacionadas com neoplasias no mundo. Normalmente associada ao tabagismo, essa doença também tem como causa a exposição a agentes cancerígenos e problemas genéticos. Além disso, é uma doença que está bastante associada aos altos níveis de poluição atmosférica das grandes cidades e às doenças pulmonares crônicas, como enfisema pulmonar e bronquite crônica.

Inicialmente, é uma doença silenciosa, pois, na grande parte dos casos, só apresenta sintomas nos casos mais avançados, dificultando assim um diagnóstico precoce. Geralmente o paciente acometido pelo câncer do pulmão começa a apresentar tosse seca que não cessa, falta de ar, fraqueza, rouquidão por mais de uma semana, dor na região do tórax, perda de peso e pneumonias contantes. Além disso, muitas vezes o doente começa a perceber sangue no escarro ao tossir, um sintoma muito semelhante ao da tuberculose.

O diagnóstico da doença é feito através de exames como a radiografia do tórax, tomografia computadorizada, biópsias (punção transtorácica e biópsia pulmonar cirúrgica), broncoscopia e mediastinoscopia. Após o diagnóstico, é importante avaliar o estádio da doença, que varia do grau I ao IV a depender da gravidade.

O tratamento do câncer de pulmão é feio através de cirurgias, quimioterapia ou radioterapia. A melhor terapia é escolhida de acordo com o estádio da doença e o tipo de câncer que acomete o paciente. Dependendo do quadro, pode ser escolhido mais de um dos tratamentos. A cirurgia é feita para a remoção do tumor e partes do pulmão. Em pacientes com boa capacidade respiratória, pode ser realizada a retirada total de um dos pulmões. Durante o tratamento, é fundamental, em casos de fumantes, que esse hábito seja abandonado.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O câncer de pulmão é altamente letal, sendo assim, é essencial a realização de medidas preventivas. A principal forma de prevenção é não fumar, uma vez que 90% dos casos desse tipo de câncer estão relacionados com esse hábito. Não importa a quantidade de cigarros que é fumada por dia, pois não existe quantidade segura para esse produto. Vale ressaltar também que o fumante passivo — aquele que tem contato constante com um fumante — também corre riscos de desenvolver a doença (conheça outros perigos do cigarro).

Além do fumo, é importante tomar cuidado com o ambiente de trabalho, pois algumas substâncias também estão associadas ao surgimento dessa neoplasia. Como exemplos de agentes químicos que causam a doença, podemos citar o níquel, cádmio, arsênico, urânio e amianto.

Como forma de prevenir o câncer de pulmão, também podemos citar a alimentação. Comer muitas frutas e verduras, além de ajudar na prevenção dessa doença, previne diversas outras patologias. Sendo assim, uma alimentação saudável pode melhorar bastante a sua qualidade de vida.

Fique atento aos sintomas do câncer de pulmão e evite os comportamentos que aumentam os riscos de desenvolvimento dessa doença. Um diagnóstico precoce é a chave da cura para várias patologias.

Artigos Relacionados