Alunos Online


Classificação dos artrópodes

Existem diferentes formas de classificação dos artrópodes. A forma mais recente divide esses animais em três grupos: quelicerados, miriápodes e pancrustáceos.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos As borboletas são insetos, exemplos de artrópodes do grupo dos pancrustáceos

As borboletas são insetos, exemplos de artrópodes do grupo dos pancrustáceos

Os artrópodes são um grupo de invertebrados que surpreende pelo número de representantes. Estima-se que exista mais de um milhão de espécies descritas nesse grupo, o qual, em sua grande maioria, é constituído por insetos. Os artrópodes possuem exoesqueleto quitinoso, órgãos sensoriais desenvolvidos, como olhos e receptores olfativos, e apêndices articulados.

Classificação dos artrópodes

Existem diferentes formas de classificar os artrópodes, com várias hipóteses de parentesco entre os grandes grupos. Consideraremos a hipótese mais recente que utiliza dados moleculares e divide os artrópodes em três grandes grupos: quelicerados, miriápodes e pancrustáceos.

⇒ Quelicerados: Os quelicerados apresentam corpo dividido em cefalotórax e abdome, não possuem antenas, e a maioria deles apresenta olhos simples. Eles recebem essa denominação por possuírem estruturas que funcionam como pinças denominadas quelíceras.

As aranhas são aracnídeos do grupo dos quelicerados
As aranhas são aracnídeos do grupo dos quelicerados

A maioria dos quelicerados modernos estão agrupados como aracnídeos. Como representantes, podemos citar os escorpiões, aranhas e carrapatos. Eles apresentam duas quelíceras, dois pedipalpos, os quais se relacionam com alimentação, defesa e reprodução, e quatro pares de patas.

⇒ Miriápodes: Os miriápodes incluem animais terrestres que apresentam corpo alongado, três apêndices modificados como partes bucais, um par de antenas e numerosas patas. Podemos dividir esses animais em dois grupos:

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os diplópodes são miriápodes que apresentam dois pares de pata por segmento
Os diplópodes são miriápodes que apresentam dois pares de pata por segmento

- Milípedes ou diplópodes: Apresentam dois pares de pata por segmento e alimentam-se de material vegetal. Como exemplo, podemos citar o embuá.

- Centípedes ou quilópodes: Apresentam um par de patas por segmento e são carnívoros. Os centípedes podem injetar veneno em sua presa, o que os auxilia na captura do alimento. Um exemplo desses animais é a lacraia.

⇒ Pancrustáeos: Nesse grupo, encontramos crustáceos e insetos, grupos que, segundo estudos filogenéticos, estão relacionados.

Crustáceos: Apresentam representantes que vivem em ambientes terrestre, marinhos e de água doce. Como exemplo, podemos citar as lagostas, caranguejos e camarões. Destacam-se por apresentarem dois pares de antenas, um exoesqueleto resistente, endurecido com carbonato de cálcio, e um corpo dividido em cefalotórax e abdome.

Os crustáceos possuem exoesqueleto bastante resistente
Os crustáceos possuem exoesqueleto bastante resistente

Insetos: Os insetos apresentam como característica marcante seis pares de pata, corpo dividido em cabeça, tórax e abdome e um par de antenas. Eles são encontrados em praticamente todos os ambientes terrestres e aquáticos e, apesar de raros, também ocorrem em ambiente marinho. Como exemplo, podemos citar as borboletas, baratas e grilos.