Alunos Online


Comigo-ninguém-pode

A comigo-ninguém-pode é uma planta da família Araceae que pode provocar intoxicação grave caso seja ingerida ou entre em contato com pele e olhos.

Muitas plantas possuem substâncias que podem causar danos à saúde humana e de outros animais quando ingeridas ou até mesmo tocadas. Essa é uma forma de proteção da planta contra a herbivoria, portanto, é uma importante adaptação para esses organismos. Para prevenir intoxicações, precisamos estar atentos e evitar o contato com essas plantas tóxicas. A seguir, falaremos da comigo-ninguém-pode, uma planta bastante utilizada na ornamentação que pode causar uma série de acidentes.

A comigo-ninguém-pode

A comigo-ninguém-pode, planta do gênero Dieffenbachia ssp., pertencente à família Araceae, é uma espécie muito encontrada em jardins. Ela destaca-se por suas folhas grandes e vistosas, de coloração esverdeada e repletas de manchas brancas. A beleza de suas folhas é seu maior atrativo para o uso ornamental, além da crença popular de que essas espécies afastam o “mau olhado”.

A comigo-ninguém-pode é uma planta que deve ser cultivada na sombra ou meia sombra e receber água frequentemente. Essas espécies são bastante sensíveis às baixas temperaturas.

No que diz respeito à toxicidade da comigo-ninguém-pode, devemos destacar a presença de cristais de oxalato de cálcio e substâncias que provocam reações alérgicas. Os cristais de oxalato de cálcio, que estão em forma principalmente de ráfides (formato de agulha), saem do vegetal e acabam perfurando a pele e mucosas, sendo essa uma ação mecânica. Ao causar essas perfurações, esses cristais provocam o contato com substâncias produzidas pela planta, como a dumbcaína, que desencadeia um processo inflamatório. Assim sendo, a intoxicação por comigo-ninguém-pode deve-se a ações mecânicas e químicas.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Sintomas da intoxicação por comigo-ninguém-pode

A comigo-ninguém-pode pode causar problemas em contato com a pele, olhos e quando ingerida.

  • Toxicidade ocular: Ao ter contato com os olhos, observa-se o surgimento de dor, inchaço, lacrimejamento, conjuntivite, incômodo com a luz, contração involuntária da pálpebra e lesões na córnea.

  • Exposição dermal: O contato da planta com a pele pode causar inflamação (dermatite), que varia desde as leves até queimaduras e formação de bolhas.

  • Ingestão da planta: A ingestão é o caso mais comum de intoxicação por comigo-ninguém-pode e normalmente afeta crianças que não conhecem as propriedades dessa planta. Ao ingeri-la, ocorrem dor, inchaço da língua e lábios, salivação intensa e dificuldade para deglutir. Podem surgir ainda náuseas, vômitos e diarreia. Em casos mais graves, podem ocorrer edema na glote, obstrução da laringe e consequente dificuldade respiratória, que pode levar à morte.

Atenção: Em caso de intoxicação por ingestão dessa planta, o tratamento geralmente inclui antiespasmódicos, analgésicos e anti-histamínicos. É importante lavar abundantemente a boca, procurar um médico e não provocar o vômito ou ingerir qualquer substância. Em caso de contato com olhos ou pele, recomenda-se lavar a área com água corrente.

A comigo-ninguém-pode é uma planta extremamente tóxica e muito usada na ornamentação

A comigo-ninguém-pode é uma planta extremamente tóxica e muito usada na ornamentação

Por: Vanessa Sardinha dos Santos