Como se prevenir da gripe H1N1 (Gripe A)

Saber como se prevenir da gripe H1N1 é fundamental para conter o avanço da doença e evitar novos surtos.

Por Vanessa Sardinha dos Santos
Medidas de higiene simples podem evitar a contaminação pelo vírus Influenza
Medidas de higiene simples podem evitar a contaminação pelo vírus Influenza
PUBLICIDADE

A gripe, ou influenza, é uma doença viral aguda do sistema respiratório que apresenta alta taxa de transmissibilidade. Os vírus que causam essa doença são da família Ortomixovírus e podem ser divididos em três grupos: A, B e C.

O tipo A, normalmente, é o mais associado a epidemias e pandemias, sendo o tipo mais patogênico. Uma das variantes do vírus influenza A é conhecida como H1N1 e é responsável por uma forma grave de gripe que pode causar insuficiência respiratória e morte. Esse vírus, consideravelmente perigoso, surgiu de uma combinação de genes dos vírus da influenza suína, aviária e humana.

De uma maneira geral, as complicações são observadas com maior frequência em crianças, idosos, gestantes e pessoas com algumas doenças crônicas. Entretanto, tem se observado um número crescente de mortes em adultos. Sendo assim, é fundamental conhecer as formas de prevenção para que todas as faixas etárias estejam protegidas.

Como podemos nos prevenir da H1N1?

Vacina

A vacina é, sem dúvidas, a principal forma de prevenção contra a gripe A. Ela é reformulada todos os anos para acompanhar as mutações dos vírus e, consequentemente, garantir proteção para os tipos que estão em circulação em cada um dos anos, portanto, deve ser tomada anualmente. Em 2017, a vacina distribuída pela rede pública volta-se contra o vírus influenza A (H1N1), influenza A (H3N2) e influenza B.

A vacinação pode ser feita em redes particulares ou na rede pública. Na rede pública, a vacina é distribuída apenas para alguns grupos prioritários, que são aqueles que apresentam maiores chances de desenvolver complicações. São eles:

  • Gestantes e puérperas (mulheres no período de até 45 dias após o parto);

  • Crianças de seis meses e menores de cinco anos;

  • Professores das redes pública e privada;

  • Indivíduos com 60 anos ou mais de idade;

  • Trabalhadores da área da saúde e funcionários do sistema prisional;

  • Povos indígenas;

  • Adolescentes e jovens sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade;

  • Portadores de doenças crônicas não transmissíveis, como problemas respiratórios, renais, obesos e diabéticos.

Outras medidas preventivas

Como a gripe é transmitida principalmente pelo contato com partículas eliminadas pelo doente e pelo contato com mãos e objetos contaminados, algumas medidas de higiene são fundamentais. Veja a seguir algumas formas importantes de se prevenir da H1N1.

  • Higienizar as mãos com relativa frequência e sempre após espirrar e tossir. As mãos devem ser lavadas com água e sabão ou ainda higienizadas com álcool 70%. Vale destacar que, em mãos visivelmente sujas, faz-se necessária a lavagem antes da utilização do álcool;

  • Cobrir boca e nariz sempre que espirrar ou tossir;

  • Evitar tocar nos olhos, nariz e boca sem que a mão esteja higienizada;

  • Fazer uso de lenços descartáveis para limpar a coriza;

  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como squeeze, copos e talheres;

  • Evitar contato com pessoa doente, como aperto de mão e beijos;

  • Evitar aglomerações em épocas em que o número de casos da gripe for alto;

  • Deixar sempre o ambiente ventilado.

DESTAQUES
Confira os destaques abaixo

..................................................

Fibromialgia
Conheça a síndrome que causa diversas dores no corpo.

..................................................

O que é cultura?
Afinal, você sabe definir o que é cultura de forma correta?

..................................................