Alunos Online


Coordenação motora

Coordenação motora é a nossa capacidade de realizar movimentos articulados e está relacionada ao funcionamento de vários sistemas.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos Pular também demanda coordenação motora

Pular também demanda coordenação motora

Ao falar de coordenação motora, muitas pessoas se lembram apenas da capacidade de escrita ou pintura, por exemplo. Entretanto, a coordenação motora vai além dessas atividades cujos movimentos exigem maior precisão. Andar, correr e pular também exigem coordenação motora.

Tipos de coordenação motora

Existem diversas definições para coordenação motora. Aqui, consideraremos coordenação motora como a capacidade apresentada pelo corpo de realizar movimentos articulados entre si. Para garantir a execução desses movimentos, é necessária a integração harmoniosa entre os sistemas muscular, esquelético, nervoso e sensorial. A coordenação motora pode ser classificada em dois tipos:

  • Coordenação motora grossa

É aquela que envolve principalmente grupos musculares grandes. Podemos destacar como habilidades motoras grossas atividades como subir escadas, pular, chutar e correr. Essa coordenação pode ser desenvolvida a partir da prática de atividades físicas e esportes. Problemas nessa área afetam diretamente a capacidade de realizar atividades físicas.

  • Coordenação motora fina

Relaciona-se com atividades que envolvem muita precisão e, geralmente, músculos pequenos para sua realização. Nesse caso, temos habilidades como escrever, pintar, fazer tricô e manusear pequenos objetos.

Desenvolvimento da coordenação motora

A coordenação motora sofre modificação ao longo do tempo, sendo possível perceber essa mudança durante o desenvolvimento da criança, por exemplo. Inicialmente, o bebê não possui grandes movimentos, limitando-se praticamente a respostas para estímulos. Posteriormente, começa a compreender os próprios movimentos e, aos poucos, a fazê-los de maneira voluntária. Com o tempo, à medida que mais atividades são desenvolvidas, a coordenação vai sendo aprimorada.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

O ambiente escolar é um bom lugar para o desenvolvimento de habilidades motoras. A educação física e atividades que envolvem escrita e pintura são exemplos de importantes momentos nos quais a escola ajuda no desenvolvimento motor do indivíduo. Vale destacar, no entanto, que o professor deve estar atento ao ritmo de cada aluno e suas dificuldades, sendo esse um importante momento para identificar desordens motoras.

As desordens motoras podem expressar-se de várias maneiras. Em alguns indivíduos, a dificuldade está relacionada com atividades precisas, como escrever ou manusear pequenos objetos. Em outras pessoas, está ligada a questões como linguagem, escrita e hiperatividade. Identificar tais desordens de maneira precoce é fundamental para que seja feito o acompanhamento correto e isso não afete o desenvolvimento do indivíduo.

Aproveite para conferir a nossa videoaula sobre o assunto: