Alunos Online


Curetagem

A curetagem é um processo frequentemente realizado para a retirada de material placentário após um aborto.

A curetagem, também chamada de raspagem, é um procedimento médico realizado após um abortamento. Esse procedimento tem como função principal raspar a cavidade uterina a fim de retirar restos placentários do interior do órgão. Além disso, a curetagem pode ser usada para a obtenção de uma amostra do endométrio para realizar análises. (Conheça mais sobre o sistema genital feminino)

A curetagem deve ser realizada em um hospital por um médico ginecologista e com uso de anestesia. Para que o procedimento seja realizado, primeiramente se faz dilatação do colo do útero e posteriormente é feita a retirada do material uterino através de um instrumento cirúrgico conhecido por cureta.

Normalmente a mulher é liberada algumas horas após o procedimento, entretanto, a alta médica varia de acordo com cada caso. Mesmo tendo alta no mesmo dia da curetagem, recomenda-se um repouso de até três dias e a abstinência sexual por um período determinado pelo médico. Caso a mulher sinta dores abdominais intensas ou sangramentos muito fortes, é importante procurar um hospital urgentemente.

São raras as complicações em decorrência de uma curetagem quando feita por profissionais competentes. No entanto, como todo procedimento médico, existem riscos. Um dos problemas mais graves da curetagem é o perfuramento do útero, que pode ocasionar hemorragias, além de lesões em outros órgãos, tais como bexiga e intestino. Outro problema está relacionado com a adesão das paredes uterinas, uma complicação grave que pode levar à infertilidade. Vale destacar também que, em razão do uso de anestesia, podem ocorrer reações em resposta a essa substância, além dos riscos de infecções inerentes a qualquer procedimento médico.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Após a realização do procedimento de curetagem, alguns médicos permitem uma nova gestação após três meses. Vale ressaltar que esse período é estabelecido pelo médico, uma vez que são analisados também o motivo pelo qual ocorreu o abortamento e as condições físicas da paciente.

ATENÇÃO: A realização de curetagem fora do ambiente hospitalar pode colocar a saúde da mulher em risco. Não realize esse procedimento em clínicas não autorizadas.

Lembre-se de que no Brasil o aborto só é permitido para vítimas de violência sexual, em casos de risco para a mulher e quando o feto é anencéfalo. A realização de abortos provocados e realizados clandestinamente é responsável por um grande número de mortes todos os anos!

Às vezes o sonho de ser mãe é interrompido e medidas são necessárias para garantir a saúde da mulher

Às vezes o sonho de ser mãe é interrompido e medidas são necessárias para garantir a saúde da mulher

Por: Vanessa Sardinha dos Santos