Alunos Online


Depressão

A depressão é um sério problema de saúde e possui diferentes causas. O tratamento geralmente envolve medicamentos e e psicoterapia.

Por: Mariana Araguaia O indivíduo com depressão tende ao isolamento.

O indivíduo com depressão tende ao isolamento.

Depressão é o nome dado a um transtorno que afeta, segundo dados da OMS (Organização Mundial da Saúde), aproximadamente 350 milhões de indivíduos. Apesar de se manifestar em pessoas de diferentes etnias, condições sociais e faixas etárias, ela é mais frequente entre mulheres.

Os sintomas da depressão podem apresentar-se juntos ou isolados, em maior ou menor intensidade. Geralmente sua manifestação interfere na vida cotidiana da pessoa em questão, podendo provocar prejuízos afetivos, sociais e/ou ocupacionais; provocando novas consequências negativas.

Sintomas da depressão

  1. Tristeza profunda sem motivo específico
  2. Ansiedade
  3. Angústia
  4. Apatia
  5. Desânimo
  6. Isolamento
  7. Redução ou incapacidade de sentir prazer/alegria em atividades que outrora despertavam boas sensações
  8. Indecisão
  9. Pessimismo
  10. Sentimento de inutilidade
  11. Sentimento de culpa
  12. Autopiedade
  13. Baixa autoestima
  14. Baixa libido
  15. Mudanças no apetite
  16. Perda ou ganho de peso não intencional
  17. Pensamentos negativos
  18. Dificuldade de concentração
  19. Dificuldade em tomar decisões
  20. Dificuldade para começar a fazer tarefas e terminar aquilo que já começou
  21. Alterações no sono (insônia, sono excessivo, ou ambos)
  22. Pensamentos e/ou comportamentos suicidas
  23. Sintomas corporais, como dores, problemas digestivos e alterações nos batimentos cardíacos

Causas da depressão

Embora ainda não sejam claras, exatamente, as causas da depressão, é reconhecido que nela há alterações em pelo menos dois neurotransmissores: a serotonina e a noradrenalina. É sabido também que o fator genético hereditário está bem relacionado à doença e que fatores psicológicos e sociais também ajudam em sua manifestação.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Percebe-se também que a depressão é mais frequente em pessoas que têm problemas de relacionamento e/ou sofrem de isolamento social, naquelas portadoras de alguma doença ou problema de saúde incapacitante, em viciados, naqueles que passaram por evento traumático há pouco tempo e mulheres que tiveram filhos recentemente.

Leia também: Depressão pós-parto

Diagnóstico da Depressão

Uma vez que a depressão pode ser confundida com outros quadros, como melancolia, estresse e transtorno afetivo bipolar, para que alguém seja realmente considerado depressivo, é necessário, antes de tudo, o diagnóstico médico. Este é feito, geralmente, por um psiquiatra. Esse mesmo profissional será também o responsável pela sugestão de tratamento, que, na maioria dos casos, engloba o uso de antidepressivos aliado ao acompanhamento psicoterápico.

É importante recorrer à ajuda médica o quanto antes, já que a depressão é incapacitante e pode provocar sintomas psicóticos e também comportamentos extremos, como o suicídio. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), esse quadro está associado à morte de aproximadamente 850.000 pessoas ao ano.

Importante:
É válido frisar que a depressão é uma doença que apresenta grandes chances de reincidir. Assim, para aqueles que já manifestaram o quadro, é necessário atenção relativa à possível manifestação dos sintomas descritos anteriormente, buscando auxílio médico em casos de suspeita.

Artigos Relacionados