Alunos Online


Ecolocalização

A ecolocalização, recurso utilizado por morcegos e golfinhos, por exemplo, garante que animais identifiquem obstáculos e presas pelo eco.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos Os morcegos apresentam uma visão pouco desenvolvida e possuem hábitos noturnos

Os morcegos apresentam uma visão pouco desenvolvida e possuem hábitos noturnos

Muitos animais enfrentam dificuldade em movimentar-se no meio por causa, principalmente, da falta de luminosidade e da visão pouco desenvolvida. Outros organismos, apesar de apresentarem as mesmas dificuldades, movimentam-se tranquilamente nesses ambientes com o uso de um recurso bastante interessante: a ecolocalização.

→ O que é a ecolocalização?

A ecolocalização, também chamada de localização pelo eco ou biossonar, é uma adaptação que permite alguns animais movimentarem-se evitando obstáculos, além de ajudá-los a identificar as presas. Por meio desse processo, o animal pode ter uma percepção tridimensional do meio, mesmo sem o uso da visão, formando uma espécie de mapa.

A ecolocalização consiste na emissão de ondas ultrassônicas e na análise do tempo gasto para a onda chegar ao seu alvo e voltar até a fonte emissora na forma de eco. Esse eco é interpretado pelo sistema auditivo, o que possibilita, assim, um reconhecimento do ambiente. Percebe-se que, para esse processo ocorrer de forma eficiente, é necessário que o animal apresente um órgão capaz de emitir um sinal acústico e outro com capacidade de interpretar o eco do sinal emitido.

→ Morcegos

O morcego é um exemplo de animal que realiza a ecolocalização. Nesse grupo de seres vivos, verificam-se uma visão pouco desenvolvida e hábitos noturnos, o que dificultaria muito a vida do animal se não fosse a existência dessa importante adaptação.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Os morcegos emitem um pulso pela boca e pelas narinas que consiste em ondas de alta frequência. Essas ondas sonoras são inaudíveis pelo homem. O pulso atinge o objeto e é refletido em forma de eco, que é captado pelo ouvido dos morcegos. Quando o eco é interpretado, o morcego consegue conhecer o ambiente a sua volta, identificando até mesmo a forma e a dimensão dos objetos próximos a ele.

→ Somente os morcegos realizam a ecolocalização?

Não é somente o morcego que realiza a ecolocalização. Outro exemplo bastante conhecido é o golfinho. Esses mamíferos cetáceos emitem pulsos de frequência variável pela laringe e captam o eco por meio de suas mandíbulas. Esse sinal é transmitido por canais até o ouvido desse animal. Assim como acontece com os morcegos, o processo garante eficiência na localização de obstáculos e presas.

Aves também realizam ecolocalização, como é o caso dos andorinhões. Esses animais, como os mamíferos descritos anteriormente, também conseguem construir um mapa local por meio dessa importante adaptação.