Alunos Online


Endocitose

A endocitose é um processo que garante que partículas entrem na célula após invaginação da membrana. Ela pode ser do tipo fagocitose, pinocitose ou mediada por receptor.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos Endocitose é um processo em que partículas são trazidas para o interior da célula

Endocitose é um processo em que partículas são trazidas para o interior da célula

Endocitose é o nome dado ao processo em que uma célula traz uma substância ou partícula para seu interior por meio da invaginação (dobras para o interior da célula) da membrana plasmática. Esse processo é observado em organismos eucariontes, mas está ausente em procariontes, uma vez que esses últimos não possuem citoesqueleto, o que impede a movimentação das vesículas (espécie de bolhas) formadas no processo.

Qual é o papel da endocitose?

A endocitose apresenta um papel essencial para a sobrevivência de organismos unicelulares e pluricelulares. Para organismos unicelulares, como protozoários, a endocitose garante principalmente a nutrição dessas células, uma vez que é uma forma de capturar alimento. Já no caso de organismos pluricelulares, esse processo pode representar um importante papel na defesa do organismo, como é o caso dos glóbulos brancos que capturam partículas que podem nos causar doenças.

Principais tipos de endocitose

O tipo mais comum de endocitose é a fagocitose, um processo observado, por exemplo, nos macrófagos, uma célula de defesa presente em nosso corpo e em amebas. Nesse processo, a membrana plasmática da célula, após ligar-se com a partícula, expande-se a fim de englobá-la, formando uma grande vesícula. Depois que a vesícula é formada, esta migra para o citoplasma, onde se junta a organelas celulares denominadas de lisossomos. Os lisossomos possuem enzimas digestivas, que são lançadas no interior da vesícula, proporcionando a digestão intracelular.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)

Outro tipo de endocitose é a pinocitose. Esse processo ocorre quando a membrana forma vesículas que capturam solutos presentes em soluções, ou seja, captam fluídos. Nesse processo, também se observa, na maioria das vezes, a fusão das vesículas com os lisossomos.

Por fim, temos um tipo de endocitose muito específico, que ocorre para capturar substâncias como os hormônios e lipoproteínas. Esse processo é chamado de endocitose mediada por receptor e precisa de substâncias que se liguem a receptores específicos, localizados principalmente em áreas restritas denominadas de fossetas cobertas, que são ricas em uma proteína chamada de clatrina. As moléculas ligam-se ao receptor, desencadeando ativação de moléculas do citoesqueleto e formação de vesículas. Essas vesículas fundem-se com endossomos, um sistema de vesículas e túbulos que causa a separação dos ligantes e receptores. Esses ligantes podem voltar à superfície celular para reutilização ou se fundir aos lisossomos, sendo destruídos.