Alunos Online


Epilepsia

Epilepsia é um problema neurológico que se caracteriza por ocorrência repetidas vezes de crises epiléticas, as quais podem apresentar manifestações diferentes em cada caso.

Por: Vanessa Sardinha dos Santos A epilepsia acontece devido a sinais incorretos emitidos pelo cérebro.

A epilepsia acontece devido a sinais incorretos emitidos pelo cérebro.

Epilepsia é uma doença cerebral crônica que se caracteriza pela ocorrência de várias crises epiléticas, restritas ou generalizadas, desencadeadas por emissões incorretas de sinais pelo cérebro. A epilepsia não envolve crises epilépticas provocadas por uso de drogas, febre alta ou distúrbios metabólicos, por exemplo.

Leia também: Convulsões


Quais são os sintomas da epilepsia?

Os sintomas da epilepsia são variados, pois existem diferentes tipos de crises. Em algumas pessoas, tem-se a sensação de que ela manteve-se desligada por alguns instantes; em outras pessoas, observam-se movimentos descontrolados de algumas regiões do corpo. Existem ainda crises em que a pessoa perde a consciência e permanece com o corpo rígido, além de tantas outras formas de manifestação. Alguns pacientes relatam ainda alterações como suor excessivo e queda de pressão.

Um ponto importante a ser destacado é que crises longas podem ser perigosas e merecem atenção. No caso de crises que durem mais de 30 minutos, por exemplo, pode ocorrer prejuízo as funções cerebrais, deixando até mesmo sequelas mentais e de movimento.


O que é crise epilética generalizada e focal?

Crise epilética generalizada é aquela em que envolve os dois hemisférios cerebrais de maneira simultânea e são, geralmente, acompanhadas de alterações na consciência. Já a crise epilética focal é aquela que se inicia em uma área especifica do cérebro. Nesse caso, as manifestações clínicas irão depender de diferentes fatores, tais como a região cerebral onde a crise iniciou-se e a velocidade de propagação da descarga elétrica.


Quais são as causas da epilepsia?

Epilepsia é uma doença neurológica que apresenta diferentes causas. Dentre essas causas podemos citar: traumas, uso frequente de drogas, tumores e outras doenças neurológicas. Assim, podemos perceber que não se trata de um problema contagioso.


Como é feito o diagnóstico de epilepsia?

O diagnóstico de epilepsia é feito por meio da obtenção de uma história detalhada do paciente, que pode ser contada com o auxílio de uma pessoa que presenciou as crises e possa descrevê-la. Além do histórico do paciente, é realizada uma avaliação física geral, e exames complementares são solicitados. O principal exame pedido é a eletroencefalografia, e podem ser solicitados ainda outros exames, como ressonância magnética e tomografia computadorizada.

Não pare agora... Tem mais depois da publicidade ;)


Como é feito o tratamento de epilepsia?


A epilepsia pode ser tratada com medicamentos.

O tratamento de epilepsia é feito, geralmente, com utilização de medicamentos antiepiléticos. Em alguns casos, é necessário cirurgia. Recomenda-se ainda melhorias na qualidade de vida, com alimentação saudável, noites bem dormidas e redução de uso de bebidas alcoólicas.


O que fazer quando uma pessoa apresenta uma crise epiléptica?


No momento de uma crise epiléptica, é recomendado colocar a pessoa de lado e virar sua cabeça.

Quando uma pessoa apresenta crise epiléptica deve-se:

  1. Colocar o paciente deitado com a cabeça de lado;

  2. Apoiar sua cabeça sobre uma superfície confortável;

  3. Afrouxar suas roupas;

  4. Não interromper os movimentos de seus membros;

  5. Não colocar objetos em sua boca;

  6. Não oferecer nada para a pessoa ingerir ou cheirar;

  7. Esperar a crise passar.

CURIOSIDADE: Pessoas que possuem epilepsia podem dirigir, desde que estejam há um ano sem crise e estejam fazendo uso de medicamento. Aqueles pacientes que não fazem mais uso de medicamento devem estar sem apresentar crise por, no mínimo, dois anos e estar há, pelo menos, seis meses sem fazer uso de medicamento e sem crises. Vale salientar que motocicletas não podem ser dirigidas por pessoas com esse problema.